Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

quarta-feira, 13 de julho de 2022

Crea-MT reúne com Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados para debater transição do VLT para o BRT

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) e secretário de Mobilidade Urbana de Cuiabá, eng. civil Juares Samaniego, se reuniu com membros da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, conselheiros e servidores da autarquia e representantes de entidades a fim de debater a transição do VLT para o BRT. O encontro foi realizado na sexta-feira (08.07), no Plenário do Conselho. “O objetivo dessa reunião não é discutir qual o melhor modal, só estamos demonstrando para os profissionais a situação em que se encontra os vagões e as demais estruturas do VLT atualmente em Cuiabá. E que a sua implantação ainda é viável, principalmente se considerarmos a quantidade de usuários do transporte público aqui na capital. O patrimônio, apesar de estar há 10 anos parado, ainda é moderno e se encontra em perfeitas condições, bem como os sistemas elétricos e semafóricos, isso porque estão passando por manutenções constantes, então a gente continua defendendo essa bandeira”, destacou Samaniego.
A decisão de manter o apoio do Crea-MT à implantação do Veículo Leve sobre Trilhos foi unânime entre os 42 conselheiros e suplentes do órgão. Além disso, de acordo com o presidente do Crea-MT, o novo modal ocasionaria uma diminuição de 30% a 35% dos ônibus em toda a área central de Cuiabá, o que, por consequência, acarretaria em um trânsito mais rápido e fluido.
Seguindo nessa mesma linha, o conselheiro eng. civil André Schuring salientou ainda que com o VLT a população cuiabana e várzea-grandense teria acesso a um transporte rápido e moderno com uma tarifa mais acessível.
Para o ex-secretário da Secretaria Nacional de Mobilidade e Serviços Urbanos e atual secretário geral da Associação Latino-Americana de Ferrovias (ALAF), Jean Pejo, o sistema de mobilidade urbana é montado para trazer qualidade de vida para as pessoas e, se tratando disso, o aspecto principal que precisa ser priorizado é aquilo que traz melhorias para essas pessoas, nesse caso, para os usuários do transporte público.
“Durante as visitas técnicas no Centro de Controle, Manutenção e Operação (CCO), onde estão armazenados os vagões do VLT, pudemos constatar, juntamente com os técnicos da Comissão, que os vagões estão perfeitos, prontos para funcionar, todas estruturas para receber os trilhos estão prontas, então não dá para entender porque não se conclui uma obra dessas”, disse o presidente da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados.
De acordo com o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, membro da Comissão em questão, o resultado das vistorias e das discussões realizadas constará em um relatório técnico que será entregue ao Tribunal de Contas da União (TCU) e irá subsidiar a decisão final da corte a respeito do imbróglio.
“Nós temos uma decisão de mérito que vai ser julgada pelo TCU, em que a Prefeitura de Cuiabá está argumentando que não houve a devida fundamentação técnica em termos de tarifa, da necessidade ou não de novas desapropriações, licença ambiental e demais inúmeros fatores que são necessários para aprovação da transição do VLT para o BRT”, finalizou.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos