Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sexta-feira, 26 de agosto de 2022

Fiemt comemora redução do IPI anunciada pelo governo federal

Medida esclarece a correta aplicação do imposto e garante avanço da desoneração tributária para o setor produtivo brasileiro. A Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) comemorou a publicação do Decreto N° 11.182/2022 que garante a redução de 35% no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) da maioria dos itens fabricados no Brasil e, ao mesmo tempo, preserva a competitividade dos produtos da Zona Franca de Manaus (ZFM). O decreto, que garante ainda o avanço das medidas de desoneração tributária, com reflexos positivos no Produto Interno Bruto (PIB) do país, cumpre decisão judicial e acaba com a insegurança jurídica do setor produtivo nacional. Esta é a terceira vez que o governo edita o documento, sendo o anterior publicado em 29 de julho, nº 11.158/2022.
Para o presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, essa é uma medida há muito tempo esperada pelo setor industrial, que vem sofrendo com aumento de custos contínuo, situação especialmente agravada com a pandemia e guerra na Ucrânia.
“Em um momento em que as indústrias e todas as empresas lutam para reduzir custos, para competir com produtos importados do mundo inteiro, essa sinalização de redução de um imposto tem um símbolo muito importante, que é justamente a volta dessa competitividade da indústria brasileira”, aponta Gustavo.
Ainda segundo o presidente, o setor tem sofrido, muito ao longo das últimas décadas, e perdido espaço no bolo econômico brasileiro, salvo raras exceções, como no caso de Mato Grosso, onde a indústria tem avançado bastante. “Na média nacional, a indústria tem sofrido para ter bons indicadores de performance”.
Além disso, de acordo com Gustavo, os empregos na indústria pagam melhor, são postos de maior qualificação tecnológica e também mais sustentáveis. “Neste contexto, todas as indústrias pretendem, mesmo durante as crises, manter ao máximo os seus quadros de colaboradores. Uma indústria sólida resistente e resiliente é fundamental para o crescimento de qualquer país. É na indústria que as melhores oportunidades de desenvolvimento econômico acontecem e permeiam toda sociedade. Por isso, defendê-la é tão importante”, finaliza.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos