Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

segunda-feira, 1 de maio de 2023

DIREITA CLASSISTA: Conservador Santiago Peña é eleito presidente do Paraguai

Ex-ministro das Finanças de 42 anos promete aplainar desigualdades sociais, assim como retomar relações com Venezuela. Paraguaios optaram por continuidade: Partido Colorado está desde 1948 no poder com breve interrupção. O candidato do governista Partido Colorado, Santiago Peña Palacios, proclamou-se vencedor das eleições presidenciais realizadas no Paraguai neste domingo (30/04), com 42,93% dos votos, segundo os resultados oficiais provisórios. Seu vice-presidente será Pedro Alliana.
O Tribunal Superior Eleitoral também indica que os conservadores conquistaram a maioria no Senado, assim como os governos de pelo menos 15 dos 17 departamentos em disputa. O candidato da oposição liberal, Efraín Alegre, que já concorrera sem sucesso à presidência em 2013 e 2018, obteve 27,52% dos votos.
"Convoco a unidade e o consenso para alcançar nosso destino de bem-estar coletivo e prosperidade sem exclusões", declarou Peña em discurso a dezenas de seus correligionários na capital Assunção. "Chegou a hora de postergar nossas diferenças, para priorizar as causas comuns que nos unem como nação."
Entre as ações que pretende tomar quando assumir o cargo em agosto, Peña antecipou que restabelecerá as relações diplomáticas com a Venezuela, quase quatro anos após a ruptura decretada pelo atual mandatário, Mario Abdo Benítez, quando Nicolás Maduro se reelegeu presidente num pleito controvertido.
"Sem grandes desigualdades nem assimetrias sociais injustas"
Acompanhado pela direção do Partido Colorado-Associação Nacional Republicana (ANR), o conservador de 42 anos dedicou parte de seu discurso ao líder da sigla e seu mentor político, Horacio Cartes, antecessor de Benítez, também da sigla conservadora.
"Obrigado, meu querido Partido Colorado, vamos honrá-lo até o último segundo de nossa gestão", disse o presidente eleito, que também elogiou as centenas de milhares de paraguaios que "confiaram neste projeto conciliador e patriótico".
"A partir de amanhã, começaremos a desenhar o Paraguai que todos queremos, sem grandes desigualdades ou assimetrias sociais injustas", acrescentou o ex-ministro das Finanças.
Segundo ele, a tarefa "não é para uma só pessoa ou um só partido", após "os últimos anos de estagnação econômica, déficit fiscal, com uma taxa de desemprego preocupante e um aumento da pobreza extrema".
Paraguaios optaram pelo continuísmo
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva felicitou Peña, desejando-lhe boa sorte durante para o mandato: "Vamos trabalhar juntos por relações melhores e mais fortes entre nossos países e por uma América do Sul com mais unidade, desenvolvimento e prosperidade." Juntamente com a Argentina e o Uruguai, Brasil e Paraguai integram o Mercosul.
Em telefonema com seu homólogo paraguaio, o argentino Alberto Fernández desejou "um grande futuro" ao "povo irmão", frisando: "A América Latina deve unir-se, a integração é o caminho a seguir."
O chefe de Estado uruguaio, Luis Lacalle, igualmente saudou Peña, afirmando que continuará a trabalhar com o vizinho para complementar as duas economias: "Confiamos no fortalecimento conjunto da nossa região para nos abrirmos ao mundo."
Taiwan também enviou uma mensagem de felicitações. O Paraguai é um dos 13 países que mantêm relações oficiais com o Estado insular que a China considera parte de seu território.
Na eleição geral deste domingo, também foram escolhidos os futuros governadores, deputados e vereadores do Paraguai. Numa afluência de 63,11%, cerca de 4,8 milhões do eleitorado foi às urnas para decidir entre a alternância política e a continuidade.
Com a vitória do economista Peña, o Partido Colorado consolida mais de sete décadas de hegemonia, pois domina a política paraguaia desde 1948, com apenas uma breve interrupção entre 2008 e 2013.
av (EFE,Lusa,ots)Caminho Político
@caminhopolitico cpweb
Instagram: @caminhopoliticomt
#renunciaemanuel
#renunciastopa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos