Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sexta-feira, 26 de maio de 2023

Maysa Leão participa de evento que reforça luta pelo fim do ciclo da violência contra a mulher

A vereadora Maysa Leão (Republicanos), participou nesta quarta-feira (24), da roda de conversa “A luta pelo fim do ciclo da violência contra a mulher”, realizada na Universidade Cuiabá (UNIC). A iniciativa é da turma do oitavo semestre de psicologia. Maysa destacou os tipos de violência e reforçou a importância da mobilização da sociedade. “Essa mulher vai se perdendo, perdendo os direitos de viver, de ser quem ela é por conta de uma ação de uma pessoa que ela confiava. Falar sobre isso no ambiente acadêmico é de suma importância, por se tratar de futuros profissionais que vão atuar no acompanhamento psicológico dessas vítimas e que podem auxiliar também nas ações de combate à violência”, afirmou a vereadora.
Também participaram do evento a psicóloga da ONG Lírios, Josiane Tavares, convidados e representantes da Patrulha Maria da Penha.
Dados da Violência
O Brasil está diante de um aumento de violência contra a mulher. Pesquisa realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública por meio do Instituto Datafolha revelou que todas as formas de violência desse tipo cresceram no período recente. "Foram mais de 18 milhões de mulheres vítimas de violência no último ano. São mais de 50 mil vítimas por dia, um estádio de futebol lotado", afirma Samira Bueno, diretora executiva do Fórum.
O estudo também revelou que uma a cada três mulheres brasileiras (33,4%) com mais de 16 anos já sofreu violência física e/ou sexual de parceiros ou ex-parceiros. O índice é maior que a média global, de 27%. "Isso mostra o quão disfuncionais e problemáticas são as relações sociais no Brasil, e o quanto temos que avançar pensando políticas públicas de proteção", diz Samira.
De janeiro a junho de 2021, o Estado registrou o assassinato de 22 mulheres vítimas de violência doméstica, e nos seis primeiros meses de 2022, foram 21 feminicídios. Nos 12 meses do ano passado, 43 mulheres foram vítimas deste tipo de crime.
@caminhopolitico cpweb
Instagram: @caminhopoliticomt
#renunciaemanuel
#renunciestopa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos