Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

GOVERNO DE MATO GROSSO

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

quinta-feira, 14 de setembro de 2023

Wilson afirma que avanço da soja, milho e algodão vão destruir o Pantanal

PL que impede abertura de novas áreas de monocultura recebeu três emendas. O projeto de lei 1015/2023, do deputado Wilson Santos (PSD), que impede o avanço das monoculturas, como soja, milho e algodão no Pantanal mato-grossense recebeu três emendas nesta quarta-feira (14).
A primeira emenda, do próprio autor, modifica o § 1º, do art. 3º que passa a ter a seguinte redação: "Art. 3º (...) § 1º A proibição prevista no caput deste artigo não se aplica às atividades de pequenos e médios produtores rurais nem àquelas de subsistência das comunidades tradicionais residentes na região." Significa dizer, que quem já planta na região poderá manter suas lavouras. A segunda é uma emenda aditiva ao art. 1º, também do próprio autor, que passa a vigorar com a seguinte redação: "§ 1º Entende-se por monocultura, para os fins previstos nesta Lei, o termo utilizado para se referir ao plantio de uma única espécie vegetal realizado em propriedades rurais de grande extensão exploradas por meio de técnicas de baixa produtividade, o qual está relacionada com diversos impactos ambientais, como o desmatamento, empobrecimento do solo e perda da biodiversidade. § 2º As monoculturas de que trata o caput deste artigo referem-se ao cultivo de soja, milho e algodão."
A última emenda, proposta por Lideranças Partidárias, suprime o "Art. 3º e seus dispositivos". Se aprovada na Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais, para onde volta o projeto após o recebimento das emendas, ela permitirá a abertura de novas áreas para monoculturas e a expansão de lavouras existentes no Pantanal mato-grossense.
Wilson Santos rechaçou a emenda.
"Não vamos deixar a soja e o algodão chegar ao Pantanal. Quem quiser ser a favor, que seja. Quem quiser ser contra, vamos enfrentar. O Pantanal é um bioma diferente e fragilizado. O Pantanal não é o Cerrado. O Pantanal tem que ser respeitado."
"É preciso respeitar, é um bioma ímpar, é um patrimônio da humanidade e nós queremos pôr limite. Nós não queremos ver soja, nem algodão, nem milho, como são produzidos no Cerrado, dentro do Pantanal", completou.
O deputado reiterou a justificativa do projeto original onde afirma que o projeto de Lei 1015/2023 "garantiria a preservação do ecossistema do Pantanal, uma das maiores planícies alagadas do planeta, e a promoção do equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e conservação ambiental."
Tramitação
O projeto de lei foi apresentado em março e conseguiu parecer favorável da Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais, com voto contrário do deputado Beto Dois a Um (PSB). Ao chegar no plenário, recebeu pedido de vista coletiva de Fábio Tardin (PSB), Gilberto Cattani (PL), Max Russi (PSB), Valdir Barranco (PT) e Valmir Moretto (Republicanos). Agora volta a ser apreciado na Comissão.
Assessoria/Caminho político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
#CALOTEDÍVIDAMILIONÁRIAPREFEITURAdeCUIABÁR$165Milhões
#renunciaemanuel #chicocinquentinha
#renunciestopaRADO #STOPAradoNAmutretagem
#NÃOreelezaVEREADORESemCUIABÁ
#FACISTASpoliticosRELIGIOSOSnunca!
#casadoshorrores #casadamutreta
#CASAdosHORRORESedaRACHADINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos