Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quarta-feira, 8 de novembro de 2023

NOBRES: TCE-MT ressalta equilíbrio financeiro e emite parecer favorável às contas de Nobres

Por unanimidade, o Plenário do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) emitiu parecer prévio favorável à aprovação das contas anuais de governo da Prefeitura de Nobres. Referente ao exercício de 2022, o balanço foi apreciado na sessão ordinária desta terça-feira (7).
Na ocasião, o conselheiro-relator, Antonio Joaquim, apontou que as receitas efetivamente arrecadadas pelo município totalizaram R$ 128 milhões, sendo que 73% foram provenientes de transferências correntes e 8% de receitas tributárias próprias. “Destaca-se que houve superávit de arrecadação na ordem de 19% e que o grau de dependência do município em relação às receitas de transferência foi de 83%.” As despesas realizadas, por sua vez, corresponderam a R$ 101 milhões, dos quais 39% foram despesas com pessoal e encargos sociais e 19% investimentos. “O município garantiu recursos para a quitação das obrigações financeiras, apresentando disponibilidade financeira líquida de R$ 36,7 milhões. O resultado evidencia que, para cada R$ 1 de restos a pagar inscritos, houve R$ 4,79 de disponibilidade”, sustentou o relator.
Com relação aos limites e percentuais constitucionais e legais, a gestão aplicou 26,04% de sua receita base na manutenção e desenvolvimento do ensino (mínimo 25%), 103,50% na remuneração dos profissionais do magistério (mínimo 70%) e 23,26% na saúde (mínimo 15%).
Já os gastos com o pessoal do Poder Executivo corresponderam a 43,3% (limite de 54%) da Receita Corrente Líquida (RCL) e os repasses ao Poder Legislativo foram de 5,23% (limite 7%).
“Da análise global das contas anuais de governo de Nobres, concluo que merecem a emissão de parecer prévio favorável à aprovação, pois a execução orçamentária foi superavitária e, ainda, houve equilíbrio financeiro e superavit financeiro no Balanço Patrimonial, denotando-se, por conseguinte, que as contas representaram adequadamente a posição financeira, orçamentária e patrimonial do ente em 31/12/2022”, argumentou, seguindo em parte o parecer Ministerial e sendo acompanhado por unanimidade do Plenário.
Assessoria/Caminho Politico
@caminhopoliticomt @cpweb
Curta nosso instagram: @caminhopoliticomt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos