Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sexta-feira, 15 de dezembro de 2023

Deputado afirma que Lula sai enfraquecido com derrubada de vetos no Congresso Nacional

Parlamentares derrubaram 13 vetos, entre eles do marco temporal e da desoneração da folha. O deputado federal José Medeiros (PL-MT), um dos líderes do bloco de oposição ao Governo do PT na Câmara Federal, classificou a derrubada de 13 vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quinta-feira (14), no Congresso Nacional, como a maior derrota da gestão Lula desde se sua posse em janeiro deste ano. Entre os vetos derrubados estão o marco temporal para a demarcação de terras indígenas e a desoneração da folha de 17 setores da economia.
“Ao derrubar os vetos, o Congresso Nacional demonstrou que não está inerte ao desgoverno petista. Foi uma resposta a falta de compromisso desse governo com o povo brasileiro e com o setor produtivo”, comentou Medeiros.
Medeiros disse que a derrubada do veto ao projeto de lei do marco temporal garante segurança jurídica no campo e preserva o direito à propriedade no Brasil. Para ele, o Congresso Nacional deu um recado ao Governo Federal que não vai admitir que milhares de pessoas que vivem no campo sejam prejudicadas e que tenham seus direitos desrespeitados.
“O Congresso Nacional reagiu em defesa da segurança jurídica, da economia do nosso país e de milhares de brasileiros que poderão produzir com segurança jurídica", frisou Medeiros, que é membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara Federal.
O deputado federal mato-grossense lembra que o marco temporal que passa a vigorar com a derrubada do veto estabelece que a demarcação dos territórios indígenas terá como referência a data da promulgação da Constituição Federal, em outubro de 1988. A lei também confere aos indígenas autonomia para explorar suas reservas e permite aos estados participação efetiva no processo de demarcação.
O veto do marco temporal foi derrubado na Câmara Federal com 321 votos a 137 e uma abstenção. No Senado, o placar foi de 53 votos a 19 pela rejeição. Já o da desoneração da folha foi derrubado na Câmara com 378 votos a 78 pela manutenção. No Senado, o resultado foi de 60 votos a 13.
“Derrotamos o governo Lula em nome da economia brasileira e de milhares de empregos. O desgoverno petista não trabalha e ainda quer atrapalhar a economia e inviabilizar milhares de empresas que geram renda, empregos e oportunidades. Foi uma vitória da população!”, afirma o parlamentar.
Com a desoneração, as empresas beneficiadas podem optar pelo pagamento das contribuições sociais sobre a receita bruta com alíquotas de 1% a 4,5% em vez de pagar 20% de INSS relativo aos empregados pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
Assessoria/Caminho político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos