Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quinta-feira, 28 de dezembro de 2023

Sob protestos, Milei busca "superpoderes" com novo pacote

No mesmo dia em que argentinos saíram às ruas para se opor aos seus primeiros atos como presidente, ele enviou ao Congresso um pacote de leis emergenciais para governar sem a necessidade de aprovação legislativa. No mesmo dia em que foi alvo de protestos nas ruas de Buenos Aires, nesta quarta-feira (27/12), por causa de um decreto que liberaliza a economia argentina e que deve entrar em vigor nesta sexta, o presidente Javier Milei enviou ao Congresso um pacote de leis que, se aprovado, dará a ele amplos poderes para governar sem a necessidade de aprovação legislativa ante uma situação de "emergência pública", que poderia ser estendida até o final de seu mandato.
Pelo texto apresentado nesta quarta ao Congresso, a situação perdura pelo menos até o final de 2025, podendo ser prorrogada pelo próprio Poder Executivo por mais outros dois anos.
A medida prevê a delegação de funções legislativas ao Executivo em virtude da declaração de "emergência pública em matéria econômica, financeira, fiscal, previdenciária, de segurança, defesa, tarifária, energética, sanitária, administrativa e social".
Ainda não se sabe se a iniciativa vai prosperar: o partido de Milei, o ultradireitista La Libertad Avanza, não tem cadeiras suficientes no Congresso para emplacar a proposta – são 40 das 257 da câmara baixa, e sete dentre 72 no Senado. Mas isso pode mudar com o apoio da centro-direita, que é forte no Legislativo.
O que quer Milei
Na justificativa da proposta, o governo afirma querer "iniciar, imediatamente e com os instrumentos adequados, a luta contra os fatores adversos que ameaçam a liberdade dos argentinos; que impedem o correto funcionamento da economia de mercado e são a causa do empobrecimento da nação".
O projeto de lei inclui, entre outros pontos: uma reforma no sistema eleitoral, com a eliminação das eleições primárias e a introdução do voto eletrônico; mudanças no Código Penal com penas de até três anos e meio de prisão por manifestações de rua; e que dá poderes ao Executivo para privatizar 41 empresas estatais - entre elas, Aerolíneas Argentina, Banco de la Nación e a petrolífera YPF -, reestruturar a dívida pública e autorizar exercícios militares de forças estrangeiras no território argentino.
Também prevê a legítima defesa a vítimas de crimes, permite a cobrança de mensalidade de estudantes estrangeiros em universidades públicas, além de liberar veículos autônomos e a entrada de viajantes no país com produtos sem a necessidade de declará-los na alfândega.
Nesta terça, Milei assinou outro decreto para, entre outras medidas, dispensar milhares de funcionários públicos federais.
ra/bl (efe, afp) Caminho político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos