Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

terça-feira, 30 de janeiro de 2024

ATRASO NO REPASSE: Botelho garante à diretoria do Hospital do Câncer emenda para compra de equipamentos

Deputado vai destinar emenda de R$ 2 milhões para aquisição de itens como mamógrafo. A estadualização do HCAN também entrou em pauta.Com aproximadamente R$ 16 milhões de recursos em atraso da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, o Hospital de Câncer de Mato Grosso – HCAN passa por dificuldades financeiras para continuar os atendimentos. Nesta segunda-feira (29), o assunto foi tema da reunião da diretoria do HCAN com o deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT.
Acompanhado da diretora-administrativa, Renata Oliveira e da coordenadora de leilões e eventos, Elenice Mansur, o diretor-presidente do HCAN, Laudemir Moreira, afirmou possível paralisação dos atendimentos, caso os repasses não sejam efetuados pela Prefeitura de Cuiabá no final deste mês.
Laudemir também fala sobre a importância de estadualização do hospital, que é referência em tratamento contra o câncer. Além disso, Botelho fez compromisso de destinar emenda no valor de R$ 2 milhões para aquisição de equipamentos, como mamógrafo.“Precisamos ampliar os atendimentos, criar mais leitos e comprar equipamentos novos. Para isso, vamos viabilizar recursos por meio de emenda parlamentar. A estadualização também foi discutida. O Estado pode aportar um recurso maior, pois a tabela SUS [Sistema Único de Saúde] está totalmente defasada.
Para Botelho, o Hospital do Câncer é importante, “grande referência em oncologia no Estado. Então, vamos trabalhar para melhorar e dar mais condições e se precisar vou agendar reunião com o ministro do Supremo Tribunal Federal”, promete Botelho.
“Botelho sempre foi parceiro do hospital. Vai nos repassar emenda de R$ 2 milhões para adquirir mamógrafo, aparelho de anestesia, e carrinhos de remoção de pacientes. Equipamentos necessários para melhorar o atendimento”, diz o diretor-presidente do HCAN.
Apoio da ALMT
Laudemir Moreira informou que o apoio da ALMT é fundamental para o HCAN/MT, que em 2023, realizou 178 mil atendimentos. Números que representam custo-médio mensal de R$ 6,5 milhões. São pelo menos 130 médicos ligados ao hospital e cerca de 700 funcionários.
Com a grande demanda, a diretoria busca apoio à estadualização do HCANMT, que engloba 70% dos atendimentos registrados a pacientes do interior do Estado. E os repasses que a prefeitura dispõe são insuficientes. “O Estado tem mais capilaridade financeira para absorver um contrato dessa magnitude. Hoje, o HCAN precisa de contrato superior a R$ 6 milhões para atender a demanda”, frisa.
Falta de repasses
De acordo com o diretor-presidente, a falta de repasses impede continuar o atendimento de pacientes oncológicos. O Executivo Municipal deixou de repassar R$ 16 milhões. Para evitar fechamento, o HCAN solicitou o recebimento de R$ 6,5 milhões. Do total, a Prefeitura de Cuiabá repassou R$ 3,3 milhões.
“Não adianta pagar a conta-gotas, pois o problema que está hoje volta amanhã. Estamos no processo de renegociação, notificamos todas as autoridades competentes. Tenho ameaça de corte de gás, energia, medicamentos em falta. Final deste mês é o prazo para que a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá pague R$ 6,5 milhões. Sem esse valor, teremos que suspender os atendimentos”, alerta Moreira.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos