Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sexta-feira, 26 de janeiro de 2024

O alicerce está pronto, vamos começar a construção

Após 40 anos, a reforma tributária brasileira foi aprovada em dezembro passado e uma das novidades foi a criação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA). A sanção da lei deixou, obviamente, os empresários apreensivos pelas mudanças que ocorrerão no sistema e os impactos que a nova legislação trará para os negócios.
A Confederação Nacional do Comércio (CNC) calcula um aumento de até 200% na carga tributária no setor de serviços e de até 40% no comércio, considerando a alíquota do IVA em 27,5%. O cenário é preocupante e impacta fortemente o setor de serviços, com previsão de desemprego de cinco milhões de pessoas devido ao encarecimento fiscal.
Apesar de a perspectiva não ser muito otimista, ainda é cedo para ações que foquem no futuro. É como uma casa cujo alicerce está pronto e, agora, vamos começar a construção.
A regulamentação e a implementação da reforma tributária ocorrerão ao longo da próxima década, pelo menos. E os próximos dois anos (2024 e 2025) serão determinantes, pois é o período no qual estão previstas de ocorrer as aprovações de leis complementares e ordinárias para regulamentar todos os setores econômicos afetados.
É neste período que os empresários precisarão voltar o foco para a avaliação da situação tributária de suas empresas, pois não dá para olhar para o futuro sem entender o passado. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), 95% das empresas no Brasil pagam ou já pagaram impostos indevidos ou a maior.
A Fecomércio-MT oferece aos empresários mato-grossenses do setor de comércio de bens, serviços e turismo o projeto Eficiência Tributária, uma plataforma gratuita que analisa a situação de cada empresa e que pode resultar em ações de recuperação de créditos tributários.
O propósito dessa iniciativa vai além de recuperar valores financeiros. Queremos entregar informação técnica de qualidade sobre as questões fiscais e tributárias do País de uma forma mais facilitada pela tecnologia, para que seja possível também orientar os empresários sobre boas práticas fiscais e tributárias.
Entendendo o que a empresa já viveu e o cenário atual dos tributos, podemos tratar do que fazer a partir de agora. Não há retorno para a aprovação da reforma tributária e o comerciante precisa se preparar para não entrar na estatística do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que aponta que 60% das empresas brasileiras não chegam aos cinco anos de existência.
Por isso, a grande jogada é saber precificar seus produtos.
Até 2026, o sistema tributário segue como está e, pelos próximos dez anos, entra no sistema híbrido, ou seja, a cobrança de 99% da forma atual e 1% com aplicação das alíquotas CBS (unificação do PIS, do Cofins e do IPI) e IBS (unificação do ICMS e ISS). Em 2033, o ICMS e o ISS serão extintos.
Há um longo caminho para percorrermos até o completo rebalanceamento dos tributos brasileiros. Por isso, os empresários devem buscar, desde já, a eficiência tributária. A Fecomércio-MT está de portas abertas para atender os comerciantes do estado e auxiliar nesta transição. Essa é uma das nossas razões de existir. Contem conosco.
José Wenceslau de Souza Júnior é presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IPF-MT, vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e comerciante há mais de 40 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos