Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sábado, 6 de janeiro de 2024

TAPA-BURACO EM CUIABÁ: Abílio denuncia contratos “repetidos” da prefeitura com a empresa do filho de Botelho

O deputado federal Abílio Brunini (PL) disse que vai representar contra a prefeitura municipal de Cuiabá ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Ministério Público (MP-MT), por manter dois contratos para o mesmo serviço com a Construtora Nhambiquaras LTDA, que pertence ao filho do deputado Eduardo Botelho (União), Eduardo Rodrigo Botelho.
Segundo ele, a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), fez dois contratos com a empresa do filho de Botelho, um pela Secretaria Municipal de Obras e outra pela Secretaria de Mobilidade Urbana, ambos para fazer recapeamento e serviços de tapa-buracos. De acordo com ele, ambos contratos somam R$ 47 milhões.
“Descobri que a empresa tem dois contratos para serviços de tapa-buraco. Dois contratos iguais, por duas secretarias distintas. Um de R$ 35 milhões e outro de R$ 12 milhões, ao ano. Essa empresa está atuando desde o ano retrasado, e agora está na previsão de renovar para 2024. Não é possível. Não tem lógica, a cidade só buraco. Em 2023 foi só buraco, esse ano de novo só buraco e ninguém fala da empresa do filho do Botelho, que é responsável por cuidar disso. […] Se não está indo para os buracos, tem que saber para onde está indo”, disse o pré-candidato a prefeito.Abílio comenta que as descobertas não pararam por aí. Após divulgar o vídeo falando dos contratos, ele passou a receber muitas informações sobre outros serviços. “A gente está pegando informações, muitos servidores e a população está nos passando. É bem pior do que eu pensava. Tem mais um monte de obra junto com a empresa dele em Cuiabá”, relatou.
“Essa Nhambiquaras não está prestando serviço de qualidade e tem um monte de obra dela: a da Dante de Oliveira, Contorno Leste, obras dos bairros Três Poderes, outros bairros, é um monte de obra. A empresa está recebendo dinheiro da prefeitura, do contrato da Secretaria de Mobilidade Urbana já gastou praticamente R$ 12 milhões. E eu tenho certeza que a população não viu esses R$12 milhões destinado pela pasta”, criticou o parlamentar.
Abílio disse ainda que o contrato da Secretaria de Mobilidade, que passa dos R$12 milhões, foi feito por adesão a ata de um contrato da prefeitura de Várzea Grande. O que segundo ele, não é errado, se fosse somente este o caso.
O problema principal, na sua avaliação, é a existência de dois contratos com o mesmo objeto. “Não é correto fazer isso, se fosse necessário fazer algum outro, devia fazer licitação. Estão fazendo algum tipo de coisa que não faz o menor sentido. Já existia um contrato com a secretaria de obras e eles fazerem um novo contrato por adesão a uma ata de Várzea Grande? O que a gente percebe é jeitinho nas coisas”, comenta.
A prefeitura de Cuiabá foi procurada, mas até a publicação da matéria não comentou o caso.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos