Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2024

Deputado afirma que esquerda age para enfraquecer o bolsonarismo nas eleições de 2024 e 2026

Medeiros questiona prisão de presidente nacional do PL e fala em perseguição política. Em ano de eleições municipais, o deputado federal José Medeiros (PL-MT) acredita que a Operação Tempus Veritatis, deflagrada nesta quinta-feira (8), faz parte de uma estratégia em construção para enfraquecer a direita, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e os pré-candidatos do PL. Ele questiona se os constantes ataques que os bolsonaristas e a direita vêm sofrendo é coincidência ou algo planejado.
“Estamos em ano eleitoral e o PL possui candidatos fortíssimos para conquistar importantes prefeituras em todo o país, já pavimentando para 2026, e a Justiça deixa o presidente do partido e o maior puxador de votos incomunicáveis. Deve ser coincidência, né. Depois acham ruim quando falamos que o processo eleitoral sofre desiquilíbrio”, disparou o deputado mato-grossense que é vice-líder da oposição ao governo do PT na Câmara Federal.
A Operação Tempus Veritatis que teve como alvo Bolsonaro e seus aliados, entre eles, o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, é questionada por Medeiros, que ressalta a perseguição política contra as lideranças de direita. O parlamentar destaca que o presidente nacional do PL foi preso em função de uma arma encontrada em sua residência, apontada como ilegal, mas que está registrada em nome do filho de Valdemar. “A arma tem registro e tem como comprovar que pertence ao filho do Valdemar. Mesmo assim o levaram. Agora, acharam umas gramas de ouro e diz que é de garimpo ilegal. Olha, não tá fácil, não”.
Para Medeiros, a esquerda e o Lula anteciparam o processo eleitoral de 2026, pois sabem da liderança de Bolsonaro e que ele é o candidato do PL a presidente da República. “A perseguição política tem como objetivo acabar com o Bolsonaro e com o bolsonarismo. Querem enfraquecer politicamente e até prender o Bolsonaro por causa da eleição de 2026. Eles sabem, que o ex-presidente tem apoio popular e sua liderança é incontestável. Estão tentando enfraquecer a direita agora, na eleição deste ano, para impactar na próxima. Nós estamos fazendo o debate com palavras e eles com algemas e armas. É totalmente desigual”, frisa o deputado federal.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos