Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

O MATOGROSSO

O MATOGROSSO
Fatos, Realidade e Interativo com o Público

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

domingo, 17 de março de 2024

Índice de Aprovação de Tarcísio em Santos dispara para 72% após intervenção da PM em Santos

A taxa de aprovação no município de Santos do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), saltou de 61,9% em dezembro de 2023 para 71,6% em março, segundo levantamento divulgado pelo Paraná Pesquisas na 5ª (14.mar.2024).
O período coincide com o avanço da operação Verão, que já deixou 47 mortos na cidade e tem alimentado críticas ao governo por um possível excesso de violência policial. O levantamento indica que a ação, portanto, não influenciou na queda de popularidade do governador e pode estar, ao contrário, tracionando um crescimento de aprovação na cidade litorânea.
Além de medir a taxa de aprovação de Tarcísio em Santos, o estudo calculou o impacto que o apoio do governador e do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) teria no município. Entre os entrevistados, 25,1% disseram que “com certeza” votariam em um candidato apoiado por Tarcísio. Se o apadrinhamento for de Bolsonaro, a porcentagem de adesão seria de 25,8%. Ao mesmo tempo, 40,5% da população local diz que “poderia votar” em um candidato apoiado pelo governador para a prefeitura. No caso de um nome apoiado por Bolsonaro, o índice é de 25,4%. Logo, a bênção de Tarcísio teria o poder de influenciar 65,6% dos eleitores santistas, enquanto a de Bolsonaro chegaria a 51,2%. Eis a íntegra do estudo (PDF – 529 kB).
O impacto do apoio reflete na situação atual da disputa captada pelo levantamento. No principal cenário estimulado, a deputada bolsonarista Rosana Valle (PL) lidera com 36,1% dos votos. Na sequência está o atual prefeito, Rogério Santos (Republicanos), que migrou para o mesmo partido de Tarcísio em busca de seu apoio na corrida pela reeleição. Ele tem 27,0% das intenções de voto.O levantamento foi realizado pelo Paraná Pesquisas de 3 a 13 de março de 2024. Entrevistou 800 pessoas de forma presencial com 16 anos ou mais no município de Santos. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. O levantamento está registrado no TSE sob o nº SP-07755/2024. Custou R$ 40.000 e foi pago com recursos do diretório do Partido Liberal em Santos.
A influência positiva de Tarcísio nas eleições municipais se sobressai aos números crescentes de óbitos durante ações policiais em Santos. Na 5ª feira (14.mar), com mais 2 mortos, a operação Verão atingiu o marco de 47 óbitos desde dezembro.Em julho de 2023, São Paulo deflagrou a operação Escudo como uma resposta à morte de Patrick Bastos Reis, policial militar da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), durante patrulhamento no Guarujá (SP). A medida deixou ao menos 28 mortos em cerca de 40 dias.
Já em dezembro de 2023, o governo local anunciou uma nova ação policial, que funciona como uma extensão da operação anterior. Nomeada de operação Verão, a iniciativa prometeu o reforço de 3.108 mil policiais militares em 16 municípios do litoral sul e norte do Estado. Depois da morte do soldado Samuel Wesley Cosmo, também PM da Rota, em 2 de fevereiro, o governo de São Paulo lançou uma nova fase para intensificar a presença policial nas ruas.
O número de mortes, tanto na operação Escudo como na Verão, provocou uma série de movimentações por parte de organizações de direitos humanos. Em 16 de fevereiro, a ONG Conectas Direitos Humanos e o Instituto Vladimir Herzog enviaram um apelo à CIDH (Comissão Interamericana de Direitos Humanos) e à ONU pelo fim da operação e a obrigatoriedade do uso de câmeras corporais.
Diante das acusações, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), disse estar “nem aí” para as repercussões negativas das medidas. Afirmou que tem “muita tranquilidade” sobre o que tem sido feito no âmbito das ações policiais e que tem recebido elogio por parte de empresários e juízes.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos