Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

GOVERNO DE MATO GROSSO

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

sexta-feira, 7 de junho de 2024

PROJETO 1072/2024: Teste do Pezinho: Especialistas reconhecem projeto de Botelho durante 1º Encontro Mato-grossense de Triagem Neonatal

PL do deputado foi aprovado em 1ª votação e aguarda o parecer da CCJR. Instituir a Semana Estadual do Teste do Pezinho em Mato Grosso, para conscientizar a população sobre a importância do exame nos primeiros dias de vida do bebê. É o que prevê o Projeto de Lei 1072/24, aprovado em 1ª votação, de autoria do deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, e aclamado pelos profissionais que participaram do 1º Encontro Mato-grossense de Triagem Neonatal – Teste Do Pezinho.
Evento realizado, na quinta-feira (6), pela Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, em parceria com o Hospital Júlio Muller, na sede das Promotorias de Justiça de Cuiabá.
“Estamos criando essa lei para ficar marcada a semana de campanha para que todos façam o Teste do Pezinho. Temos falado que existe o período de ouro da criança, a partir da gestação até os dois anos de idade. Então, tem que fazer todos exames possíveis porque aí é que se ganha a vida. O teste do Pezinho é importante e queremos atingir 100% da população”, disse Botelho, que também defende a ampliação do teste de triagem neonatal para o diagnóstico de mais doenças pela rede pública.
“É uma prevenção, além disso detectando as doenças no início representa uma economia para gastos futuros”, acrescentou o deputado. De acordo com o projeto de lei, que aguarda o parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação – CCJR, o governo do Estado vai instituir o evento, na primeira semana de junho. Objetivo é chamar a atenção para o Programa de Triagem Neonatal, promovendo campanhas nas Unidades Básicas de Saúde – UBSs e escolas.
Vera Lúcia Fernandes Aragão Tanus, pedagoga da Triagem Neonatal, avalia a proposta como importante. “Lançamos nosso jingle do Teste do Pezinho no encontro e a instituição da Semana da Triagem Neonatal é um lembrete sobre a importância do exame”, avaliou a professora Vera Lúcia, uma das organizadores do Encontro.
“É preciso a conscientização dos pais para que levem o bebê para fazer o teste do pezinho. Também é preciso de maior cobertura do programa para que pacientes recebam o tratamento precoce”, afirmou Melissa Cristina Silva, psicóloga e coordenadora estadual do programa neonatal.
Ciente da necessidade de atender a demanda reprimida, Paulo Prado, procurador de Justiça titular da Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente do Ministério Público, reconhece a atuação da ALMT. “Espero que esse projeto seja totalmente aprovado porque é de vital importância e quero parabenizar o deputado por essa iniciativa!”
Destaque para triagem neonatal
O projeto também recebeu apoio do pediatra da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e coordenador do Serviço de Referência em Triagem Neonatal, do Hospital Universitário Júlio Muller, Marcial Francis Galera. “A nossa equipe fez a articulação a respeito do projeto e a gente fica feliz com o apoio do presidente da Assembleia Legislativa. A partir do ano que vem, vamos ter a Semana Estadual de Triagem Neonatal, que vai dar mais visibilidade. Esse evento hoje, além de científico, é um chamamento sobre a importância da triagem neonatal”, disse o especialista.
Conforme Galera, há 22 anos, o Hospital Júlio Mueller está habilitado como serviço de referência em Triagem Neonatal em Mato Grosso, processando as amostras colhidas nas Unidades Básicas de Saúde. O Programa de Triagem envolve o diagnóstico e atenção de sete doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênita, doença falciforme e outras alterações de hemoglobina, deficiência de biotina, hiperplasia adrenal congênita, fibrose cística e a toxoplasmose congênita.
A médica Tânia Bachega, presidente Sociedade Brasileira de Triagem Neonatal e Erros Inatos do Metabolismo (SBTEIM), disse que todos os recém-nascidos devem ser submetidos nos primeiros dias de vida à triagem, que detecta precocemente doenças graves que causam muitas sequelas e complicações.
“A triagem neonatal diminui a mortalidade infantil. Mas ela é tripartite. Ela precisa do envolvimento do governo federal, dos estados e do município. Todos precisam apoiar os diversos serviços de referência em triagem neonatal. Por isso, a importância do evento, porque a nossa população ainda precisa receber muita educação sobre a importância da triagem neonatal, que vai desde o público leigo até os legisladores”, alertou a médica.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos