CASA DOMINGOS

CASA DOMINGOS
Grandes marcas, com produtos de qualidade Av. Feb 861 Bairro: Manga Cep: 78.110-798 - Varzea Grande

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

Programa da Gente

Programa da Gente
De segunda a sexta-feira das 10:00 ás 11:00 horas

TCE MT GESTÃO NOTA 10

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

"Jajah quer garantir que o consumidor tenha acesso a documento de restrição de crédito"

A proposta prevê que o fornecedor de produtos ou serviços que restringir ou negar crédito ao consumidor fica obrigado a fornecer documento escrito que contenha os motivos da recusa ou restrição de crédito. Tramita na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) o Projeto de Lei 396/2017, apresentado na sessão vespertina da última terça-feira (15), de autoria do deputado estadual Jajah Neves (PSDB), que dispõe sobre o direito do consumidor de ter acesso a documento que motive a recusa ou restrição de crédito. A proposta prevê que o fornecedor de produtos ou serviços que restringir ou negar crédito ao consumidor fica obrigado a fornecer documento escrito que contenha os motivos da recusa. O documento deverá ser emitido pelo fornecedor, indicando os motivos, o responsável pela negativação, o banco de dados consultado e os produtos e serviços que o consumidor desejar contratar com os respectivos valores.

De acordo com a justificativa apresentada pelo deputado, é direito do consumidor, quanto à oferta de produtos, receber informações corretas, claras, precisas e ostensivas sobre as características dos produtos, assim como o motivo de negativa de acesso na aquisição dos mesmos.

“Um dos objetivos desse projeto de lei é o reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo, sendo dever do Estado promover a educação e a informação dos consumidores, quanto aos seus direitos e deveres, com vistas à melhoria das relações de consumo”, salientou o parlamentar.

Jajah Neves ressalta ainda que a proposta não obrigará os fornecedores a contratarem trabalhadores, além daqueles que compõem o seu quadro, para realizar o procedimento, “o próprio empregado que realiza a consulta, pode de forma rápida e simples emitir uma declaração de negativa de crédito”, concluiu Neves.

Por NAJYLLA NUNES

Nenhum comentário:

Postar um comentário