Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA
BOLSONARO NÃO!

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

"CBF divulga calendário da Copa Verde; Cuiabá enfrenta Operário-MS"

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou o calendário da Copa Verde de 2018. O Cuiabá Esporte Clube vai enfrentar o Operário-MS na primeira fase. O vencedor do mata-mata, enfrentará o vitorioso entre Brasiliense-DF e Atlético-ES. A equipe da capital mato-grossense foi vencedora da competição em 2015, após golear o Remo na Arena Pantanal, sagrando-se o primeiro time mato-grossense a ser campeão de um campeonato nacional. O Luverdense, também de Mato Grosso, é o atual campeão. De acordo com o calendário da CBF, a data prevista para o início da Copa Verde é dia 21 de janeiro. Foram divulgados também, os documentos técnicos da competição, que conta com o Regulamento, Plano de Ação, Tabela Básica e o Diagrama das Fases. O clube campeão da Copa Verde de 2018 terá vaga assegurada nas Oitavas de Final da Copa do Brasil de 2019. A Copa será disputada em quatro fases, além de uma Fase Preliminar. Os clubes serão distribuídos em grupos de dois, em cada fase, e se enfrentarão em sistema eliminatório (mata-mata), sempre se classificando um clube para a fase seguinte. A disputa na Copa Verde também se destaca fora das quatro linhas por conta das ações de sustentabilidade e de preservação do meio ambiente, que desde 2016 fazem parte do campeonato. As iniciativas englobam a troca de garrafas pet por ingressos e até itens de marketing feitos com materiais ecossustentáveis. Na edição de 2017, o campeonato evitou a emissão de 19 toneladas de carbono e gerou uma economia de 51,6 m³ de água por meio da coleta de resíduos sólidos. Além disso, 2,57 toneladas de garrafas pet foram destinadas à reciclagem e todo o carbono emitido pela competição (265 toneladas de CO2) foi compensado por meio do plantio de 1.450 mudas de árvores em Anapu (PA).
Crédito da foto: Chico Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário