Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

MRV ENGENHARIA

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

"Deputado defende securitização das dívidas agrícolas"

Resultado de imagem para deputado Jerônimo Goergen (PP-RS)O coordenador da comissão externa que apura as causas do endividamento agrícola, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), informou que vai trabalhar primeiro na identificação do total dos débitos dos produtores rurais. Ele já está enviando ofícios para várias autoridades do governo e do setor privado para somar estes números. A comissão tem uma reunião na próxima terça-feira (20), às 11h, para definir o roteiro de trabalho e aprovar requerimentos.

Goergen acredita que será necessário propor uma nova securitização das dívidas. "Onde o Estado assume essa dívida, alonga ela no tempo e o produtor paga ao Estado com um juro adequado, com um juro que venha ao encontro do atual patamar das taxas", disse. 
O deputado afirmou ainda que quer acelerar os trabalhos do grupo em função do calendário eleitoral. "A gente sabe que na eleição as coisas param e também porque, no ano que vem, um novo governo, você sempre tem dificuldade de conversar sobre essa questão de alongamento. Um governo, quando assume, praticamente fecha as portas, para poder entender o que está recebendo nas contas públicas. Então nós temos que trabalhar muito rápido para termos algum resultado", afirmou Goergen. Segundo ele, alguns setores como do arroz, leite, café, suinocultura e trigo, estão passando por dificuldades e já há "um enorme endividamento".
Uma outra proposta que será feita na comissão é a negociação de uma linha de crédito agrícola a ser oferecida pela Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil com juros mais baixos. Recentemente, foi sancionada lei que facilita os pagamentos de dívidas dos agricultores com o Funrural, relativo às contribuições previdenciárias do setor.
Reportagem - Sílvia Mugnatto
Edição - Roberto Seabra

Nenhum comentário:

Postar um comentário