Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

MRV ENGENHARIA

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

terça-feira, 6 de março de 2018

"AGENTES DE SAÚDE E AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS: Com apoio do deputado Dr. Leonardo, vereadores tentam regularizar incentivo financeiro a agentes"

Também estão em vias de regularizar o adicional os municípios de Curvelândia, Pedra Preta, Rondonópolis, Barra do Garças, Barra do Bugures, Campinápolis, Sinop e Tabaporã. Após visita técnica da Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa em Defesa do Agente Comunitário de Saúde e Agente Comunitário de Combate às Endemias em Cáceres, os vereadores José Eduardo Torres (PSC), Elias Pereira (PT) e Elza Bastos (PSD) apresentaram requerimento a Prefeitura de Cáceres para regulamentar o incentivo adicional financeiro de fim de ano, conforme prevê a Lei Federal 11.350/2006.
O requerimento foi elaborado com apoio da assessoria técnica da Frente Parlamentar, que é coordenada pelo deputado estadual Dr. Leonardo (PSD). Ele segue o mesmo molde do documento apresentado nos municípios de Mirassol D’oeste, Araputanga, São José dos Quatro Marcos, Alto Taquari, Alto Araguaia, Matupá, Nova Mutum, Cláudia e Nobres, onde o incentivo já foi regulamentado após trabalho da Frente.
As duas categorias são pedra angular da Política Nacional de Atenção Básica a Saúde. Enquanto os Agentes de Combate às Endemias são responsáveis pela instrução das comunidades no combate a doenças endêmicas, como zika, febre amarela, chikungunya, dengue. Já os ACS são os membros da equipe da Saúde da Família que fazem parte da comunidade, sendo a ponte entre o PSF e as famílias locais.
“Os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias são muito importantes para a atenção básica, mas pouco tem sido feito pela valorização deles. Já são quatro anos sem reajuste salarial, portanto a regulamentação do incentivo financeiro adicional, conforme a Lei Federal 11.350/2006, é muito importante para essas pessoas. Ao fazer isso, estamos cuidando quem cuida da gente”, afirmou Dr Leonardo.
O governo federal repassa, desde 2006, a verba para as prefeituras darem mais condições de trabalho aos ACE e ACS, ou a utilizar como incentivo financeiro. A Frente Parlamentar, chefiada por Dr. Leonardo, tem trabalhado para articular junto às câmaras municipais e prefeituras a regulamentação do adicional financeiro, que tem sido uma das principais reivindicações das duas categorias.
Também estão em vias de regularizar o adicional os municípios de Curvelândia, Pedra Preta, Rondonópolis, Barra do Garças, Barra do Bugures, Campinápolis, Sinop e Tabaporã. Outra frente de trabalho da Frente Parlamentar tem sido a regularização do vínculo profissional deles junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), a busca de um curso de qualificação técnico, a criação de um Fórum Permanente dos ACE e ACS.
Foto: Marcos Lopes ALMT
Jardel P. Arruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário