Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

segunda-feira, 5 de março de 2018

"Com Audiência Popular e Protesto Fórum Permanente da Saúde de Mato Grosso lança “Movimento em Defesa do SUS"

O Fórum Permanente da Saúde de Mato Grosso instalou uma Audiência Popular para denunciar o caos da Saúde Pública no Governo Pedro Taques. A Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT MT), Sintep/MT, SISMA e outras entidades Sindicais, Estudantis e Sociais que compõem o Fórum Permanente da Saúde de Mato Grosso Lançaram o “Movimento em Defesa do SUS” nesta terça-feira (27.02), em frente à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em Cuiabá, com um protesto contra o caos na saúde pública no estado.
Vestindo roupas pretas para simbolizar o “luto na saúde”, carregando faixas, cartazes e um caixão para simbolizar a Morte que ronda a Saúde Pública, os manifestantes cobraram mais recursos e a realização do concurso público. O protesto ocorreu uma hora antes da realização da audiência de apresentação do desempenho da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) quanto às metas físicas traçadas para o ano de 2017, que devido à manifestação foi suspensa, mas o Fórum Permanente da Saúde de Mato Grosso instalou uma Audiência Popular para denunciar o caos da Saúde Pública no Governo Pedro Taques.
Os manifestantes criticam a falta de políticas públicas, a má distribuição de recursos da saúde, o atraso nos repasses de recursos aos municípios e instituições filantrópicas, a falta de estrutura e de apoio às ações do Conselho Estadual de Saúde (CES) e a precariedade da estrutura das unidades de saúde, que apresentam falta de equipamentos, medicamentos e recursos humanos e ainda cobram o fim das Organizações Sociais de Saúde (OSs) na gestão dos hospitais regionais no estado e a realização de concurso público na Saúde, que há mais de 15 anos não é realizado.
Na avaliação do presidente da CUT e membro do Conselho Estadual de Saúde de Mato Grosso (CES/MT) a Saúde Pública está morrendo em Mato Grosso e o “Movimento em Defesa do SUS” veio para denunciar essa situação caótica da Saúde Pública no Estado, chamar a população para fazer a defesa da saúde pública de qualidade para todos. “Esse governo não tem compromisso com o povo, além de congelar os investimentos para a saúde, prefere fazer um caravana com alguns serviços paliativos enquanto isso a saúde da população se agrava, com o sucateamento da saúde em MT, resultado da falta de planejamento, da má gestão dos recursos públicos, da terceirização dos hospitais através das OSs e da falta de realização de Concurso Público”, afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário