Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

MRV ENGENHARIA

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

quinta-feira, 5 de julho de 2018

'TERRA A LIMPO: Pioneirismo de Mato Grosso é destacado por ex-secretário"

O ex-secretário do Gabinete de Desenvolvimento regional (GDR), Antônio Carlos Paz, destacou o pioneirismo de Mato Grosso em ser o primeiro estado a conseguir recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) para a regularização fundiária. O fato foi lembrado nesta quarta-feira (4), durante a solenidade de lançamento do Programa Terra a Limpo, cujo desenvolvimento foi coordenado por ele quando estava à frente da pasta. O programa vai regularizar a situação de 65 mil famílias, instaladas em 400 assentamentos, distribuídos em 87 municípios. “O bioma amazônico é formado por cinco estados e o primeiro a receber este projeto, a ser pioneiro, a ser referência, é Mato Grosso. Esperamos, o mais rápido possível, poder zerar esta fila de títulos em Mato Grosso”, afirmou Paz ao lembrar que o projeto deverá ser usado como modelo pelo banco de fomento para atingir outras unidades da federação.
O ex-secretário do GDR, atualmente pré-candidato a deputado federal, destacou que o trabalho para assegurar os R$ 72,9 milhões do Fundo Amazônia, gerido pelo BNDES, foi iniciado em 2015 e contou com diversos órgãos da administração pública nas esferas federal, estadual e municipal. “É uma satisfação reencontrar prefeitos, lideranças comunitárias, servidores federais, estaduais e deputados, que participaram desta luta, encampada pelo Gabinete de Desenvolvimento Regional”.
A dificuldade em articular um número grande de entes para o desenvolvimento do programa foi lembrada por Antônio Carlos e a garantia do aporte dos recursos considerada por ele uma grande vitória. “Foram noites viradas, finais de semana debruçados no programa e eu sempre dizia, paciência, paciência e paciência. Superamos a barreira e esta conquista não é do GDR ou de qualquer outro órgão, mas sim do povo de Mato Grosso, destas 65 mil famílias, muitas delas esperando por mais de 30 anos pela realização deste sonho”.
O montante doado será utilizado no processo de georreferenciamento e titulação das propriedades pelos próximos cinco anos. A previsão é de que o documento comece a ser entregue já no segundo semestre deste ano, sem nenhum custo ao assentado.
ZF PRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário