Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

"CAPACITAÇÃO: Segurança Pública é tema de Seminário promovido pela AGGEMT"

Próximo curso vai discutir Gestão de Pessoas no dia 21 de setembro. A Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) realizou na última sexta-feira, 31 de agosto, mais uma etapa do I Seminário de Políticas Públicas e Gestão Governamental. Dessa vez, o evento abordou a "Gestão das Políticas de Segurança". Primeiro palestrante do dia foi o professor Daniel Cerqueira, doutor em Economia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ) e servidor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea - RJ). Ele iniciou o debate com um resgate histórico sobre o crescimento da violência, lembrando a transição demográfica, do campo para a cidade, e a crise econômica entre as décadas de 1970 e 1980. Também citou o crescimento do consumo de drogas ilícitas e a expansão das facções criminosas por todo país, em meados dos anos 2000.
Segundo o pesquisador, atualmente o custo da violência no Brasil chega a consumir 6,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, o que equivale a 404 bilhões de reais. Isso, anualmente. Diante dessa realidade, Cerqueira apresentou os "ingredientes essenciais" utilizados em outros países nas ações de segurança pública e que resultaram na diminuição dos índices de violência, sobretudo dos casos de homicídio.
Além do controle de armas de fogo e da repressão qualificada à criminalidade, as oportunidades educacionais, desde a primeira infância até a formação e qualificação profissional, foram destaque no discurso do palestrante, demonstrando a interdisciplinaridade social entre Segurança e Educação.
"Políticas de segurança pública, efetivas e que dão certo, são necessariamente intersetoriais . Não adianta ficar achando que segurança pública é só colocar patrulha na rua para atender a demanda cotidiana. E também não dá pra pensar que só a educação vai resolver. É uma integração, um plano de ações de curto, médio e longo prazo".
Ainda conforme o professor, é necessário pensar na "reformulação do modelo de polícia no Brasil, que vai ser balizado não pela truculência, pela força ou pela ostensividade, mas sim pela informação e pela inteligência". "Quando você congrega esses dois elementos, ações de curto e longo prazo, você garante a queda dos índices de criminalidade no local", explica.
O segundo palestrante do dia foi o professor doutor Naldson Ramos da Costa, coordenador do Núcleo de Estudos da Violência e Cidadania da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Ele abordou a discussão teórica entre os ciclo de polícia, completo e incompleto. "A dualidade entre polícia ostensiva e polícia investigativa tornou-se um fato crônico da ineficiência na provisão de Segurança", avalia.
Por fim, o delegado Bruno Barcellos, da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, apresentou as dificuldades enfrentadas no dia a dia da profissão e lembrou da necessidade de mais investimento em inteligência policial.
O gestor governamental Alex Sandro Sales da Costa, responsável pelo Núcleo de Gestão Estratégica para Resultados (NGER) e que atua na área de Segurança, avaliou positivamente a iniciativa da AGGEMT em trazer o tema à discussão no I Seminário. "As respostas para as demandas nessa área não podem ser apenas reativas. Esse olhar mais técnico, com diagnóstico e planejamento precisa ser mais disseminado", defendeu.
O I Seminário de Políticas Públicas e Gestão Governamental é promovido pela Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) e faz parte do plano de capacitação para servidores da carreira elaborado pela atual diretoria. O curso realizado na última sexta-feira é o sétimo de uma série de cursos que serão promovidos durante o seminário.
Segundo diretora de Estudos e Pesquisa da AGGEMT, Rita de Cássia Volpato, responsável pela realização do evento, o próximo debate será no dia 21 de setembro e vai abordar Gestão de Pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário