Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

domingo, 2 de setembro de 2018

"Em Cáceres, Pedro Taques diz que vai concluir MT-343 e que MT deve seguir em frente"

Durante lançamento da candidatura a deputado federal do Doutor Leonardo Albuquerque (Solidariedade) em Cáceres na noite de sábado (1/09), o governador Pedro Taques (PSDB), candidato à reeleição, relembrou obras e ações realizadas no município e afirmou que irá continuar investindo na região na próxima gestão. A conclusão da pavimentação MT-343 que liga Cáceres a Barra do Bugres, passando por Porto Estrela é uma das prioridades. “Todas as rodovias estaduais desta região já estão em reconstrução e vamos concluir os trabalhos na MT-343, essa estrada é importante para o desenvolvimento econômico da região e por isso é prioridade”, garantiu.
Ainda na infraestrutura, foram destacadas ações de Governo como o trabalho de reconstrução da MT-248 entre Jauru e Indiavaí, a revitalização da MT-250, entre Mirassol D’Oeste e Curvelândia, na MT-175 a reconstrução do trevo do Sonho Azul e reconstrução do trecho que dá acesso à BR-174. Também inciou a reconstrução de 46 km da MT-170 entre a ponte do Rio Cabaçal, passando por Curvelândia e chegando ao Caramujo. Ainda na MT-170 o Governo fez a recuperação da estrada entre Lambari D’Oeste e Salto do Céu.
O tucano também reafirmou que não vai prorrogar o decreto do Fethab 2, que foi criado em 2016 diante da crise econômica que afetou as contas do Estado. Nos dois anos em que esteve em vigência (2017 e 2018), o novo Fundo chegará a R$ 900 milhões em arrecadação. O setor produtivo continuará contribuindo com por meio Fundo original.
Taques também prometeu que não vai mudar a sede da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) de Cáceres e trazer para Cuiabá. “Algumas pessoas discordaram de mim quando não aceitei privatizar a Unemat, não vou diminuir o orçamento da Unemat e nem transferir a sede”, garantiu.
Durante o discurso, o governador reconheceu que o setor da saúde pública ainda precisa avançar mais e lembrou da criação do Fundo de Estabilização Fiscal (FEF) que terá toda a arrecadação destinada para investimentos na saúde.
O governador agradeceu o trabalho do deputado estadual Leonardo Albuquerque, que ajudou aprovar na Assembleia Legislativa projetos como o FEF, que beneficiam diretamente o cidadão. O deputado tenta agora uma vaga na Câmara Federal. “O doutor Leonardo esteve o tempo todo cobrando e trabalhando para trazer obras e ações para Cáceres e região. Tenho certeza que como deputado federal ele continuará a ser um grande defensor, trazendo recursos para investimentos em Mato Grosso”, disse Taques.
Outras ações em Cáceres foram destacadas pelo tucano, como o reforço na segurança pública com a criação da Delegacia de Fronteira, aumento do efetivo no Gefron, a realização da Caravana da Transformação, apoio para a realização do Festival Internacional de Pesca, construção de uma Escola Técnica Estadual em Cáceres e reconstrução da Avenida Tancredo Neves.
Eleitor de Pedro Taques, o comerciante Abel de Lima, disse que está satisfeito com as obras que o governador realizou no município como a Avenida Tancredo Neves, a obra da Escola Técnica Estadual, mas o que ele espera agora é a industrialização de Cáceres, quando a ZPE (Zona de Processamento de Exportação) passar a funcionar. O governo Taques deu início às obras da ZPE, mas devido a problemas da empreiteira, a obra foi interrompida e a gestão está trabalhando para resolver a situação e dar continuidade no projeto.
“Nossa cidade vive do funcionalismo público, do comércio, mas precisamos de indústrias aqui, de mais geração de emprego e renda. Espero que o governador possa concluir a ZPE e atrair empresas para mudar a nossa cidade, quem sabe tornar um polo industrial”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário