Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Conecte na ALMT

AJUDE ESTA CAUSA

AJUDE ESTA CAUSA
SANTA CASA DE CUIABÁ | (65) 3051-1946

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411-3500

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

"Dia da Consciência Negra, resistir, para permanecer"

O Dia da Consciência Negra é comemorado na data da morte de Zumbi dos Palmares, em 20 de novembro. Ele foi o último líder do maior dos quilombos do período colonial, o Quilombo dos Palmares. A data foi incluída no calendário escolar nacional em 2003 e em 2011 a Lei 12.519 institui oficialmente a data como o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. O 20 de novembro, no Brasil, marca também o início da Campanha dos 21 dias de Ativismo Pelo Fim da Violência contra a Mulher. `preciso falar sobre as violências que sofrem as mulheres negras sofrem todos os dias. Os dados são dolorosos, no período de 2003 a 2013, houve um aumento de 54% no número de assassinatos de mulheres negras enquanto houve redução em 10% na quantidade de assassinatos de mulheres brancas. Em cada três mulheres presas, duas são negras num total de 37, 8 mil detentas – quantidade que se elevou em 545%, entre 2000 e 2015, de acordo o Infopen Mulher.
As práticas racistas e sexistas impõem obstáculos à inserção neste caso das Mulheres Negras, na política, como destaque, esta análise vai ao encontro com a constatação de desigualdades raciais no que se refere ao acesso à terra, educação, trabalho, habitação e saneamento básico, ascensão e acesso. As mulheres negras no Brasil são 55,6 milhões, chefiam 41,1% das famílias negras e recebem, em média, 58,2% da renda das mulheres brancas, de acordo com os dados de 2015 extraídos do Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça. No quadro diretivo das maiores empresas no Brasil, as negras são apenas 0,4% das executivas – apenas duas em um total de 548 executivos e executivas.
Basta um crise e tudo decai sobre a vida das Mulheres, mas em particularmente sobre o feminino negro, seja pelo maior índice de violência doméstica acometido sobre nós, seja por ver ainda na política mulheres Mortas, por denunciar a estrutura que envolvem e matam os jovens negros de 15 a 29 anos das periferias, como o caso de Marielle Franco, brutalmente executada em março deste ano.
O Conservadorismo e o Fascismo, tomaram um momento no cenário e aproveitam, deste período para tentar assentar suas estruturas. Zumbi e Dandara, são ícones no processo de resistência, nada em nossas vidas se deu sem uma árdua luta. O Dia da Consciência Negra este ano em todo o Brasil, traz o desafio, do Rebele-se Contra o Racismo. O Dia da consciência negra, é um esforço de bases sólidas de setores dos movimentos negros e sociais que reconhecem o processo histórico de opressão e de desvalorização sobre o povo preto, e identificam a contribuição real da população negra ao desenvolvimento de nosso País. Tem o objetivo de romper com as correntes da opressão e da marginalização, mostrando que principalmente neste momento temos que resistir mais, e concentrar no nosso poder de organização.
Marchamos e marcharemos, unidas pelo protagonismo de nosso povo, por democracia, por direitos, pela liberdade de expressão, pela liberdade religiosa, por direito ao amor, a orientação sexual e a identidade sexual, ao respeito geracional, por direito a ver nossos jovens filhos negros crescerem e a permanecerem vivos, pelo direito de nossas vidas!
*Lucia Rincon é membro da coordenação nacional da União Brasileira das Mulheres (UBM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário