Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT

Conecte na ALMT

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411-3500

AJUDE ESTA CAUSA

AJUDE ESTA CAUSA
SANTA CASA DE CUIABÁ | (65) 3051-1946

Impostômetro do Brasil

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

"Medicamentos poderão ser distribuídos de forma gratuita para população carente"

A imagem pode conter: 1 pessoa, ternoO Programa “Farmácia Solidária” de autoria do deputado Saturnino Masson (PSDB) visa favorecer as necessidades de medicamentos da população de Mato Grosso. O Projeto de Lei nº de lei nº 300/2018 vai possibilitar que a população em geral, farmácias, laboratórios, clínicas, médicos, usuários e entre outros, doem medicamentos não vencidos e em bom estado de conservação com bula e prazo de validade mínimo de 30 dias antes da data de vencimento. Após a realização de um cadastro, os medicamentos serão fornecidos mediante a apresentação de receita médica original.
A formação de estoque, classificação, verificação de conteúdo e prazo de validade deverão ser feitas por profissionais de área médica ou farmacêutica do Estado. “As pessoas não têm o hábito de redistribuir medicamentos, os quais perante a Lei são proibidos, acabam ficando guardados por longo tempo, ficando adormecidos nas prateleiras e muitas vezes tem vencimento sem ao menos serem utilizados e descartados de forma indevida”, declarou o parlamentar.Os remédios doados devem estar em bom estado de conservação, catalogados pelo nome genérico e ter também uma relação de similaridade nominal.O projeto também traz solução para abolir o desperdício de medicamentos e ainda destina para um importante trabalho social, haja vista que, muitos medicamentos pesam no orçamento doméstico, principalmente as pessoas mais carentes.É proibido arrecadar e distribuir medicamentos não registrados pela Agência Nacional de Saúde.
Rosangela Milles

Nenhum comentário:

Postar um comentário