O Grupo São Benedito é uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.

O Grupo São Benedito é uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.
O Grupo São Benedito é uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.

ANUNCIE CONOSCO

Riseup! Pocket

Riseup! Pocket
Uma experiência que você nunca viveu, em busca dos resultados que você nunca obteve.

GOVERNO DE MATO GROSSO

GOVERNO DE MATO GROSSO
O Nota MT é um programa de incentivo ao exercício da Cidadania

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

"Pela 3ª vez, Rodrigo Maia assume a presidência da Câmara dos Deputados"

O democrata recebeu 334 votos favoráveis a sua reeleição. A eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, realizada no primeiro dia de trabalho da nova legislatura, nesta sexta-feira (1º/2), confirmou a tendência verificada nas últimas semanas: Rodrigo Maia (DEM-RJ), “favoritaço” na disputa, foi reeleito em primeiro turno e vai para seu terceiro mandato como presidente da Casa (se consideramos o mandato tampão que exerceu em 2016). Ele recebeu 334 votos contra 175 dos adversários. Muito emocionado, o presidente reeleito da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), agradeceu os votos que recebeu, à sua família e a Deus e disse que o desafio de seu novo mandato é realizar as reformas do Estado brasileiro. “Nós teremos muitos desafios. A Câmara precisa de modernização na relação com a sociedade, nos nossos instrumentos de trabalho, para que a gente possa ficar mais perto dos cidadãos. Precisamos modernizar as nossas leis, simplificá-las, e fazer as reformas de maneira pactuada”, disse.
Ele disse que, apesar de ter disputado o cargo por três vezes, sempre se emocionou na disputa. “Cresci nesta Casa, convivendo com todos os partidos”, declarou. Maia também sinalizou que pretende ter um diálogo bastante intenso com a oposição e com os partidos governistas. “Do PT ao PSL”, enfatizou.
Maia chegou nesta sexta à Câmara, onde tomou posse para novo mandato como deputado federal, respaldado pelos votos de dezessete partidos que lhe declararam apoio: PSD, PRB, PSDB, Pros, PPS, Podemos, PSC, DEM, PSL, Avante, PDT, MDB, PP, PTB, PR, Solidariedade e até mesmo o PCdoB.
O democrata enfrentou e derrotou os deputados Fábio Ramalho (MDB-MG), com 66 votos; Marcelo Freixo (PSOL-RJ), com 50; JHC (PSB-AL), com 30 votos; Marcel Van Hattem (Novo-RS), com 23; Ricardo Barros (PP-PR), com 4 votos; e General Petterneli (PSL-SP), com 2 votos. Foram 3 os votos Brancos.
A candidatura de Maia foi sustentada pelo maior dos três blocos registrados na Câmara, formado principalmente por partidos de apoio ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Este grupo conta com 11 partidos que somam 301 deputados.
Estão na lista o PSL, o PP, o PSD, o MDB, o PR, o PRB, o DEM, o PSDB, o PTB, o PSC e o PMN. Ele também teve votos na oposição ao governo, com declarações de apoio públicas do PCdoB e do PDT.
Em seu discurso na sessão preparatória desta sexta, o democrata disse que o país passa por um momento de renovação. “Aqueles que vêm no primeiro mandato, vêm com esse lastro. Nós, que renovamos os nossos mandatos, precisamos compreender que é momento de renovação. E para renovar esse país, nós precisamos ter muita clareza no que fazer, mas tem uma palavra que precisa ser um mantra: modernizar, modernizar e modernizar”, disse.
Terceira vez
Ocupando seu sétimo mandato como deputado federal, Rodrigo Maia chegou à presidência da Casa pela primeira vez em 2016, por ocasião da renúncia do deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ). Para um mandato tampão, Maia foi eleito com 285 votos, tendo ficado em primeiro lugar nos dois turnos.
Em fevereiro de 2017, Rodrigo Maia foi reeleito, com 293 votos. Alinhado ao presidente Michel Temer (MDB), a expectativa é que ele exerça esse novo mandato em sintonia com o Palácio do Planalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos