SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sexta-feira, 10 de abril de 2020

"Ministério da Agricultura anuncia medidas para socorrer produtores gaúchos"

Na noite desta quarta-feira (08), o Ministério da Agricultura atendeu a pauta de reivindicações encaminhada para socorrer os agricultores do Rio Grande do Sul que tiveram perdas com a estiagem e com o Covid-19. Entre as medidas anunciadas estão a prorrogação dos custeios e investimentos e aberturas de linhas e créditos para produtores, cooperativas, cerealistas e agroindústrias. O deputado Afonso Hamm, que esteve reunido diversas vezes com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para tratar dos prejuízos causados pela seca, destaca que o setor estava aguardando com urgência as ações que seriam tomadas.
“Os agricultores gaúchos estão sofrendo muito com a falta de chuva que afetou a produção e comprometeu a safra. A resolução que o Ministério da Agricultura conseguiu aprovar junto ao Banco Central significa um avanço para que os produtores e pecuaristas possam superar essa adversidade sem ter que desistir da atividade agrícola”, afirmou.
Até o momento, mais da metade dos municípios gaúchos já decretou situação de emergência por problemas causados pela estiagem. As perdas nas lavouras já chegam a 45% em algumas culturas, como a da soja. Em relação ao milho, a produção deve ser 30% menor, mesmo percentual da safra da maçã. A alta do dólar e a pandemia do coronavírus deixam a situação ainda mais alarmante.
Confira as medidas anunciadas para os agricultores atingidos pela estiagem
1. Renegociação das dívidas de custeio, podendo ser parcelados em até sete anos.
2. Prorrogação das dívidas de investimentos para depois da última parcela do contrato.
3. Abertura de linhas de créditos para cooperativas de até R$ 65 milhões por tomador, com prazo de até quatro anos para pagamento
Ações para os produtores afetados pelo coronavírus
1. Prorrogação de dívidas de custeio e investimento de todos os produtores até o dia 15 de agosto de 2020;
2. Abertura de linha de crédito emergencial de R$ 20 mil para produtores do Pronaf e R$ 40 mil para produtores Pronamp que trabalham com culturas de hortifrútis, flores, leite, pesca e aquicultura, com prazo de pagamento em até três anos e aplicação de juros já praticados pelos dois programas;
3. Recursos para comercialização para cooperativas, cerealistas e agroindústrias de até R$ 65 milhões por tomador por meio do Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP).

Assessoria/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos