SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sábado, 11 de abril de 2020

"Prefeito demonstra preocupação com o descuido dos cuiabanos em relação ao avanço do coronavírus"

Ele falou ainda sobre o Plano de Contingência da doença e sobre a possibilidade de implementar rodízio de veículos e toque de recolher. Em entrevista na manhã deste sábado (11), o prefeito Emanuel Pinheiro reiterou sua grande preocupação quanto ao descuido com o qual grande parte dos cuiabanos está encarando a questão do avanço do coronavírus na capital mato-grossense. Segundo o prefeito, todas as ações adotadas até o momento servem para que evite que Cuiabá se torne uma “nova Milão”. “Estamos tentando conscientizar a população cuiabana da gravidade dos fatos e de que o coronavírus não é um exagero, é uma realidade, infelizmente. Apenas a mobilização de toda a sociedade, com cada um fazendo a sua parte, se comprometendo a mudar um pouco seus hábitos, respeitando o isolamento social, protegendo os grupos de risco da sua família e do seu semelhante é que vamos conseguir conter esse progresso do vírus, especialmente nessa época ainda inicial do avanço, que ameaça ser vertiginoso. Ainda estamos num momento de práticas preventivas e informativas, mas já estamos na segunda semana e daqui pra frente pretendemos agir de uma forma mais pedagógica especialmente com algumas atividades econômicas e com alguns setores da população em geral que ainda teimam em descredenciar a gravidade e a seriedade da pandemia", explicou.
O prefeito ressaltou ainda que todas as medidas tomadas têm base técnico-científicas, mas que mesmo assim os cuiabanos não estão levando a sério como deveriam. “Apesar de nos dez primeiros dias termos tido êxito no isolamento social, notamos que nos últimos cinco dias houve um relaxamento generalizado e um destemor por parte da população sobre o COVID-19, o que me preocupa bastante", disse.
Em relação ao questionamento sobre se o sistema de saúde da capital está pronto para suprir a alta demanda que possa vir a acontecer, Emanuel falou que o mundo não estava preparado para uma pandemia, e que Cuiabá não é diferente. “O isolamento social, que é uma medida recomendada pela Organização Mundial de Saúde, é necessária para que possamos ganhar tempo para achatar a curva de ascensão do vírus e estruturar o sistema de saúde. Além desta nova ameaça, temos o cotidiano do sistema de saúde que precisa continuar dando resposta, pois temos outras doenças, como dengue, chikungunya, zika, pessoas que se acidentam, que são atropeladas, que sofrem violências físicas... Existe toda uma estrutura do sistema de saúde que funciona paralelo a isso”, comentou.
Em seguida falou sobre como Cuiabá está se preparando. “Aqui em Cuiabá montamos o Plano de Contingência ao COVID-19, com a Fase de Contenção, que é essa de medidas preventivas e a Fase de Mitigação, que é a estruturação da rede. Na primeira etapa da Fase de Mitigação, estamos preparando a rede já existente. O antigo Pronto Socorro de Cuiabá será o hospital referência para COVID-19. Ao todo, na capital, só na rede municipal teremos 109 leitos de UTI e cerca de 250 leitos de enfermaria, distribuídos entre o PS antigo, o hospital São Benedito e a UPA Verdão”, revelou.
Outro assunto abordado foi sobre a possibilidade se se implantar rodízio de veículos e toque de recolher na capital. Pinheiro falou que tem visto aumentar significativamente a circulação de veículos em Cuiabá e que as equipes da Fiscalização Unificada tem feito monitoramentos de vários bairros onde muita gente não tem respeitado o isolamento social. “Todas as segundas-feiras me reúno com representantes das equipes de fiscalização e eles me trazem um relatório. Espero que não seja necessário implementar o rodízio de veículos e o toque de recolher, mas se for preciso vamos adotar sim, pelo bem dos cuiabanos”, finalizou.
Assessoria/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos