SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sexta-feira, 29 de maio de 2020

"OBESIDADE: Médico de MT explica como balão gástrico é introduzido por meio de endoscopia"


De acordo com o endoscopista Joaquim Carvalho, procedimento não atrapalha a rotina do paciente.  Para além da estética, a obesidade é um problema de saúde pública. É uma doença que pode causar diversas complicações à vida do indivíduo. Entre algumas medidas que podem auxiliar na melhora do cenário está a colocação do balão intragástrico no paciente. O item reduz a capacidade do estômago e contribui para a saciedade ao se alimentar, conforme explica o endoscopista Joaquim Carvalho, de Cuiabá (MT). 

“Trata-se de um balão de silicone que possui uma válvula lisa e um cateter de introdução, por onde é insuflado dentro do estômago do paciente com solução salina e azul de metilenio estéreis”, observa o médico. 
O formato expansível do balão permite um ajuste do volume do enchimento no momento da colocação de 400ml a 700ml. Uma válvula auto-selante permite o desacoplamento do caráter externo utilizado para o enchimento. 
“O balão intragástrico é introduzido por via oral, através de uma endoscopia, e retirado da mesma forma. O procedimento não exige o afastamento das atividades do dia a dia”, pontua.
 O balão cheio é projetado para atuar como um bolo alimentar artificial, e se mover livremente dentro do estômago. A presença do balão inflado dentro do estômago ocupa um espaço que seria do alimento, causando saciedade precoce. 
O especialista, que integra a equipe do Centro de Endoscopia de Cuiabá (CEC), reforça que o balão intragástrico é indicado para uso temporário e funciona como terapia para redução de peso em pacientes obesos, como, por exemplo, casos de obesidade mórbida. 
“O item é para pacientes que tenham falhado em atingir ou manter a perda de peso através de programas de controle de peso supervisionados por médicos”, finaliza o endoscopista.
Sandra Carvalho/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos