TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

"Fundeb será tema de “LIVE” nesta quinta-feira"

Assunto deve entrar na pauta do Senado nos próximos dias. O Senado se prepara para votar, nos próximos dias, a Proposta de Emenda Constitucional que altera o Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica), que destina recursos para o ensino e se consolidou, desde a sua criação, em 2007, como a principal fonte de financiamento da educação brasileira. Antes mesmo da votação, o assunto estará na pauta de uma “live” coordenada pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), nesta quinta-feira (06.08), que contará com a participação do vice-presidente da Comissão de Educação e relator da PEC, senador Flávio Arns, da professora Dorinha Seabra, deputada federal e relatora da PEC na Câmara, professor Heleno Araújo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, e da secretária estadual de Educação, Marioneide Kliemaschewsk.

Reconhecido internacionalmente como fator fundamental para redução da desigualdade de investimentos na educação básica no Brasil, o Fundeb tem prazo de validade até 31 de dezembro deste ano. Com a aprovação da PEC, ela passa a fazer parte da Constituição e não terá mais prazo de vigência.
Aprovado na Câmara, o novo projeto pode representar um aumento nos investimentos da educação, em Mato Grosso, de 50% os próximos seis anos.
O texto aumentará a contribuição federal para o Fundeb de 10 para 12% em 2022, chegando a 23% em 2026. 
“Nesse novo Fundeb reestruturado, também faremos Justiça. A lógica de distribuição dos recursos, por exemplo, deixa de ser estadual. Com isso, os municípios que mais precisam, independentemente dos estados a que pertençam, passarão a receber mais”, diz o senador.
Mato Grosso recebeu, no primeiro semestre deste ano, quase 890 milhões de reais do Fundeb. “Em todo o Brasil, o Fundeb movimenta hoje cerca de R$ 166 bilhões de reais”, diz o senador.
A “live” começa às 18h00 e pode ser acompanhada pelo canal do senador Wellington Fagundes no youtube, Facebook e Instagram.
Da assessoria/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos