TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sábado, 15 de agosto de 2020

"Para salvar empregos, programa criado pelo Senado abre mais R$ 12 bilhões de crédito "

Senador Wellington Fagundes pede que empresas fiquem atentas e alerta que a demanda seguirá elevada. O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), criado pelo Senado, abrirá neste sábado, 15, uma nova fase de liberação de crédito, na ordem de R$ 12 bilhões. Segundo o senador Wellington Fagundes (PL-MT), é importante que as empresas interessadas se adiantem, uma vez que a demanda por crédito indicam que será elevada. “Desde o começo desta pandemia, temos reiterado que a grande prioridade é garantir a vida das pessoas. E, junto a isso, criar caminhos para que as empresas - especialmente aquelas que mais empregam - possam sobreviver a esse grave
momento da vida nacional. Portanto, o Pronampe é uma ferramenta fundamental nessa proposta” - salientou Fagundes.
Quando foi criado, por iniciativa do líder da bancada do PL no Senado, senador Jorginho Melo (SC), o orçamento inicial do programa que era de R$ 15,9 bilhões. Houve considerável demora na sua operacionalização - o que gerou protestos dos parlamentares.
Nessa primeira fase, a maioria das empresas teve dificuldades em obter o crédito - fato que causou protestos pelos parlamentares. Wellington chegou a criticar a demora é também a desinformação - o que causou a agonia dos empresários.
Mas a partir do momento em que foi liberado pelo Governo, os recursos se esgotaram em menos de um mês. Esse fato, segundo o senador mato-grossense, sugere que a demanda continuará elevada Dados do Ministério da Economia apontam que apenas na Caixa Econômica Federal (CEF) demanda reprimida por essa linha é de R$ 5 bilhões.
Para atender a demanda, o Congresso precisou alterar a Medida Provisória do Governo que criou o Programa Emergencial de Suporte a Empregos (PESE), que buscava financiar salários, mas que teve baixa adesão.
O Pronampe é destinado às microempresas (ME) e às empresas de pequeno porte (EPP) que tiveram receita bruta total no exercício de 2019 de até R$ 4.800.000,00. Os microempreendedores individuais (MEI) também estão incluídos. Nesse grupo estão também as empresas do Lucro Presumido e do Lucro Real, desde que se enquadrem no limite de faturamento.
Para obter essa linha os gestores de empresas deverão procurar uma das instituições financeiras participantes. Até o momento são 12 as instituições financeiras cadastradas neste programa.
Da assessoria/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos