SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Lideranças femininas exaltam projetos apresentados por Fávaro no Senado

Diversas lideranças políticas femininas de Mato Grosso participaram, na noite desta quarta-feira (4) de uma reunião em apoio ao senador e candidato à reeleição Carlos Fávaro (PSD). Ao destacarem o preparo do parlamentar para permanecer no cargo pelos próximos seis anos, elas listaram uma série de iniciativas de Fávaro voltadas para assegurar melhores condições para as mulheres nas mais diversas áreas. A reunião foi organizada pela primeira suplente da chapa de Fávaro, Margareth Buzetti (PP), empresária e presidente de duas associações de classe, e pela esposa do senador, Claudineia Fávaro, que lembrou a trajetória da família, assentada da reforma agrária, que chegou a Mato Grosso há 34 anos. “Ele sempre teve um espírito de coletividade, de pensar no próximo, de buscar solução para os problemas de todos e hoje o maior orgulho de toda a família é ver o quanto ele trabalha por Mato Grosso, por todos os mato-grossenses”.
Buzetti explicou que um dos motivos que a levou a aceitar o desafio de ser a primeira suplente da chapa passou pelo trabalho prestado por Fávaro nos cerca de 180 dias em que ele está no cargo, um deles projeto de lei voltado para assegurar atendimento psicológico virtual, 24 horas por dia, a mulheres vítimas da violência. “Na pandemia o número de casos aumentou 40% e ele teve a sensibilidade de dar mais este apoio, porque as mulheres, além de violentadas, se sentem culpadas, sentem vergonha”.
O cuidado com as mulheres também foi lembrado pela deputada estadual em segundo mandato, Janaína Riva (MDB), que classificou a chapa como a que de fato atende aos anseios femininos. 
“A chapa que nos representa de verdade é a chapa do Fávaro, da Margareth e do José Lacerda (MDB), é a chapa mais preparada, com os melhores apoios, com a nossa primeira-dama, Virgínia Mendes, referência em políticas públicas e para Mato Grosso continuar a crescer temos que reeleger Fávaro”.
A emenda apresentada por Fávaro que mudou a fórmula de distribuição de recursos federais para minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus, que fez com que Mato Grosso e os 141 municípios recebessem mais de R$ 2,2 bilhões foi elogiada pela ex-deputada federal Teté Bezerra (MDB). “Tive a oportunidade de viajar com ele por 15 municípios e ver a diferença que o trabalho dele já fez nestas cidades, fortemente impactadas com a queda de arrecadação. A candidatura de Fávaro está acima de qualquer divergência municipal, pelo contrário, é ela quem nos une”.
A idoneidade de Fávaro foi ressaltada pela primeira-dama de Mato Grosso, Virgínia Mendes, que tem há vários anos uma atuação destacada na implementação de políticas públicas em Cuiabá e no Estado. “Nosso apoio é baseado na família dele, nos valores dele, apoiamos ele porque Mato Grosso precisa do Fávaro, uma pessoa digna, que não tem um passado de corrupção e isso é muito importante”.
Ação – Ao agradecer o apoio feminino, Fávaro elencou algumas de suas atuações no Senado, por meio de votos e emendas a projetos, como o que impede a suspensão do atendimento por parte dos planos de saúde em caso de falta de pagamento no período da pandemia. “Trazer recursos é um importante papel do senador e tenho feito isso para todos os municípios, mas legislar também é importante. Atuei neste caso porque o primordial para todas as pessoas é a saúde e o atendimento não podia parar”. Iniciativa semelhante foi tomada em relação às mensalidades das escolas e universidades.
Fávaro afirmou que ainda que as mulheres tenham conseguido avanços em diversas áreas, ainda é preciso avançar muito e uma prova disso foi o caso de Mariana Ferrer, vítima de estupro, que foi duramente atacada durante o julgamento do caso. “São coisas inadmissíveis que não podem se repetir. Enquanto for senador não vou admitir e nem me calar em defender as mulheres”, finalizou.
Assessoria/Caminho Político
Foto: Caroline De Vita
@caminhopolitico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos