SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

PROPAGANDA ILEGAL: Taques se une ao PSL em ação para apurar disparos em massa por Fávaro no Whatsapp

A candidatura de Carlos Fávaro (PSD) ao Senado está na mira do Ministério Público Eleitoral (MPE) que investiga o uso ilegal de disparos em massa pelo aplicativo Whatsapp, a prática é criminosa. A conduta é vedada desde 2019, depois de uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a assessoria jurídica do candidato Pedro Taques (Solidariedade) decidiu entrar na ação movida pelo MPE e pelo o partido PSL depois de constatar que os robôs estão operando para divulgar uma pesquisa que favorece o senador o candidato do PSD.
Após diversas pessoas entrarem em contato com dirigentes da campanha de Taques relatando o recebimento da mesma mensagem que favorece Fávaro o jurídico entendeu que o candidato segue fazendo a distribuição ilegal e exige informações do aplicativo.
A mensagem mostra a pesquisa da RealTime/Bigdata, divulgada pela rede de TV CNN Brasil, que mostra empate técnico entre três candidatos, com vantagem numérica a Carlos Fávaro. A arte é a mesma usada nos posts do candidato para anunciar os dados do levantamento e massivamente compartilhada por seus apoiadores nas redes sociais.
“Dessa forma, considerando a tramitação adiantada deste processo, a fim de privilegiar o princípio da celeridade, bem como o princípio da economia processual (evitando a distribuição de outro processo idêntico), o candidato Pedro Taques requer seja admitido como assistente simples para auxiliar a parte principal (Partido Social Liberar - PSL) a fim de exercer os mesmos poderes e sujeitar-se ao mesmo ônus processual”, pediu a banca de advogados do ex-governador.
Link do pedido: https://drive.google.com/file/d/1kIo3Vd28a6l5n--fu97oT1GiuYyWm3dg/view?usp=sharing

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos