SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sexta-feira, 25 de dezembro de 2020

Bloco de 11 partidos lança Baleia Rossi à Presidência da Câmara, com apoio de Maia

Ao todo, 269 deputados compõem o grupo.O deputado Baleia Rossi (MDB-SP) anunciou oficialmente nesta quarta-feira (23) sua candidatura à Presidência da Câmara dos Deputados. A candidatura tem apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de um bloco de 11 partidos anunciado na última semana.
Integram esse bloco para disputa da Mesa Diretora os seguintes partidos: PT, DEM, PDT, PSB, MDB, Cidadania, Rede, PV, PCdoB, PSDB e PSL. Ao todo, 269 deputados compõem o grupo. Há algumas semanas, Maia aguardava uma definição dos partidos que integram o bloco para anunciar o apoio das legendas ao candidato à sua sucessão. O presidente ressaltou mais uma vez a convergência entre os partidos na defesa da democracia.
"Vamos buscar unificar mais o nosso bloco para ter condições de eleger o presidente e garantir a independência da Câmara e um novo ciclo", destacou.
A eleição para definir o comando da Câmara no biênio 2021/2022 ocorrerá no começo de fevereiro. Na ocasião, também serão escolhidos os demais ocupantes da Mesa Diretora: dois vice-presidentes, quatro secretários e os respectivos suplentes.
Apoio de partidos
Baleia Rossi afirmou que sua candidatura, com o apoio de diversos partidos de amplo espectro ideológico, mostra que a Câmara livre e independente é o melhor para o País. Ele disse que a frente ampla de partidos dá condições de vitória.
Rossi ressaltou também o papel de Rodrigo Maia de garantir protagonismo da Casa, sobretudo nos últimos dois anos. E destacou o papel da Câmara no combate à pandemia, como o apoio a estados e municípios, o "orçamento de guerra" e o auxílio emergencial.
"Como dizia Ulysses Guimarães, tenho ódio e nojo das ditaduras. E o que nos une, neste momento, é a defesa intransigente da nossa democracia, do nosso Estado democrático de direito, das nossas liberdades, do respeito às minorias. E, claro, em um bloco partidário com posições diferentes em relação a diversos temas, essa diferença nos fortalece e demonstra que, na democracia, uma das belezas é respeitar quem pensa diferente de você", afirmou.
Baleia Rossi destacou ainda que, com a oficialização da candidatura, vai conversar com cada um dos parlamentares para reafirmar os compromissos assumidos na frente ampla e com os partidos do seu campo político.
Anúncio
O anúncio da candidatura foi feito em frente à Residência Oficial da Presidência da Câmara. O líder da Maioria, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), estava presente. Ribeiro também estava sendo cotado para a disputa, mas abriu mão da sua candidatura.
"Em um projeto que integramos na defesa da democracia, da independência da Câmara e da liberdade no nosso país, eu decidi abrir mão da minha pré-candidatura para que o Brasil possa dar um passo a frente", disse Aguinaldo Ribeiro.
Já os partidos de oposição que integram o bloco (PT, PSB, PDT e PCdoB) informaram que vão se reunir com Baleia Rossi na segunda-feira (28), às 14 horas, para ele apresente as propostas e compromissos de sua candidatura. "Nossos partidos continuarão buscando unidade na ação para garantir a defesa da democracia, a independência do Poder Legislativo, a derrota do autoritarismo e do obscurantismo e a proteção dos direitos do povo brasileiro", diz trecho de nota divulgada por presidentes e líderes desses partidos.
Perfil
Baleia Rossi foi eleito deputado federal pela primeira vez em outubro de 2014. Já foi deputado estadual por três mandatos. É líder do MDB desde 2016 e também já foi titular das comissões de Constituição e Justiça e de Cidadania; e de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados.
É autor de 45 projetos de lei e de 6 propostas de emenda à Constituição (PECs). Entre elas está a reforma tributária (PEC 45/19), que acaba com três tributos federais (IPI, PIS e Cofins) e extingue o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. No lugar, é criado o IBS - Imposto sobre Operações com Bens e Serviços, de competência de municípios, estados e União, além de um outro imposto, sobre bens e serviços específicos, esse de competência apenas federal.
Candidatos
Há duas semanas, o líder do PP, deputado Arthur Lira (PP-AL), anunciou sua candidatura ao comando da Câmara. O deputado Capitão Augusto (PL-SP) também já divulgou nota na qual afirma que é candidato.
Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Pierre Triboli
Foto: Luis Macedo
Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos