SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Redução nos casos de conjuntivite na pandemia pode estar diretamente relacionada aos melhores hábitos de higiene da população

A conjuntivite é um processo inflamatório da conjuntiva, membrana transparente que reveste, principalmente, a área branca dos olhos. Isso ocorre quando um determinado agente, infeccioso ou não, entra em contato com a superfície ocular e provoca uma inflamação. Consequentemente, os vasos sanguíneos se dilatam, fazendo com que o olho adquira uma coloração vermelha característica (hiperemia).
Os principais sintomas são: incômodo com a luz (fotofobia), lacrimejamento, coceira, sensação de areia nos olhos e vermelhidão ocular. Em geral, o quadro clínico é autolimitado, acometendo os dois olhos, podendo durar até 15 dias, nos casos agudos, e não costuma deixar sequelas.
Mais de 90% dos casos de conjuntivite aguda em nosso meio são causados por vírus e, consequentemente, apresentam elevado potencial de contágio de pessoa a pessoa. Entretanto, no atual cenário de pandemia em que vivemos, dados da Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande evidenciam um fato curioso: a redução significativa do número de casos de conjuntivite aguda no ano de 2020.
Quando analisamos esse cenário é possível sugerir que tal redução pode ter relação direta com os cuidados redobrados com a higiene e o uso mais frequente de álcool em gel, aos quais todos nós estamos sendo submetidos nos últimos meses e, aos poucos, melhorando nossos hábitos de higiene.
Aproveito a oportunidade e cito que a conjuntivite pode ser um dos sintomas de que a pessoa está infectada com o novo coronavírus, entretanto, os recentes estudos nessa área relatam que o acometimento ocular na COVID-19 acontece principalmente nos casos mais graves da doença. Portanto, quando recebo um paciente com sintomas de conjuntivite aguda, penso primeiramente na causa mais comum de todas: infecção por Adenovírus. O tratamento é sempre sintomático (para alívio dos sintomas) e preventivo, a fim de minimizar a disseminação do vírus.
Em conclusão, é notório que os cuidados básicos de higiene como evitar colocar as mãos nos olhos, lavar frequentemente as mãos e distanciamento social fazem grande diferença, e minimizam a propagação das doenças infecciosas, promovendo saúde na população.
Dr. Renan Ferreira (CRM MT 9034) é médico oftalmologista, especialista em Retina e Vítreo. @oftalmologistamt / Verbelo Oftalmologia: Rua Alves de Oliveiras, 1875 – Cristo Rei – Várzea Grande-MT; Telefones: (65) 99207-3884/ (65)2137-0880

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos