TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quarta-feira, 31 de março de 2021

FORNECIMENTO DE ENERGIA: O trabalho da CPI mostra a preocupação social que a Assembleia tem com a população, diz Max Russi

Deputados aprovaram na semana passada, a suspensão do corte de energia elétrica por 90 dias, durante a pandemia.
O presidente da Assembleia, deputado Max Russi (PSB), enfatizou o trabalho da CPI da Energisa nesta semana, ao afirmar que os levantamentos feitos sobre a empresa fornecedora de energia elétrica em Mato Grosso, mostram a preocupação social que a Casa de Leis tem com a população. Segundo o parlamentar, o momento pede conscientização de todos.
"É um trabalho muito importante que a Assembleia e os membros dessa CPI estão fazendo. Todos sabem que vai ter um grande aumento (no preço da energia). Mas, a CPI está tentando de todas as formas e meios, primeiro entender como será feito esse aumento e também tentar evitar um aumento maior, o máximo possível. Essa ação mostra a preocupação social que a CPI tem, juntamente com todos os deputados da Assembleia", ressaltou Max Russi.
No dia 22 de março, durante sessão plenária, os deputados aprovaram o Projeto de Lei 160/2021, de autoria de lideranças partidárias, que dispõe sobre a proibição de corte no fornecimento de energia elétrica em Mato Grosso. O artigo 1º diz que a medida extraordinária visa assegurar o fornecimento de energia elétrica aos consumidores mato-grossenses, por conta da Covid-19. Outro assunto, também discutido pelos parlamentares é o parcelamento da conta de energia.
"Os parcelamentos da conta de energia também é algo questionado pela CPI. A Assembleia, por unanimidade, aprovou a suspensão do corte de energia pelo período de 90 dias, durante a pandemia. Agora, nossa preocupação, agora, é fazer valer o parcelamento dessa conta que vai ter que pagar. Vai expirar os 90 dias de prazo e precisa quitar. Fato imprescindível para quem está passando por dificuldades financeiras e não vai ter recurso suficiente para arcar com o acumulo de três contas de energia. Como presidente, confesso que fico bastante animado e feliz porque estamos prestando conta do nosso trabalho, procurando soluções à nossa população", observou o presidente da ALMT.
Max ainda salientou que, a CPI é propositiva e está preocupada com a situação financeira de milhares de famílias que precisam de ajuda neste momento. "Não podemos cruzar os braços diante disso. Nosso papel aqui é encontrar soluções e que isso seja bom para todos. Quero parabenizar os membros da CPI e dizer que daremos a estrutura necessária para que realizem um bom trabalho e dê retorno à sociedade", destacou o parlamentar.
CPI Energisa - A CPI da Energisa, instalada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso, investiga o aumento abusivo nas contas de energia elétrica nos 141 municípios do estado, bem como o enxugamento nos quadros de funcionários e a má prestação de contas dos serviços concessionados, criada por meio do Ato 059/2019, publicado em Diário Oficial Eletrônico da Casa de Leis em 10 de outubro de 2019.
Membros da CPI, inclusive, convocaram o diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, para tratar do processo de formação da tarifa, contrato de concessão da Empresa Energisa/SA e justificativa quanto o possível aumento da tarifa.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos