PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS
PLATAFORMA EAD DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO Cuiabá - MT.

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

terça-feira, 9 de março de 2021

Medeiros apresenta projeto para adequar serviços dos SUS a pacientes com obesidade

Com o objetivo de ampliar a acessibilidade do serviços públicos de saúde, o deputado federal José Medeiros (Podemos) apresentou um projeto de lei (PL 638/21) obrigando o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibilizar equipamentos, leitos hospitalares e instalações adequados a pacientes com massa corporal igual ou superior a 30 kg/m².
Em análise na Câmara dos Deputados, o texto altera a Lei Orgânica da Saúde, incluindo entre os objetivos do SUS a atenção à saúde de pacientes com obesidade. A finalidade da proposta, segundo o deputado, é garantir o bem-estar do paciente e a facilidade de exame pelo profissional de saúde responsável pelo atendimento.
“A ideia central é a melhoria da estrutura física das unidades de saúde para um atendimento mais customizado, mais voltado para amenizar as diferenças e, assim, auxiliar no atendimento mais equitativo e humanizado”, afirma José Medeiros.
O parlamentar cita dados da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), mostrando que a obesidade aumentou 67,8% no Brasil em 12 anos, saindo de 11,8% em 2006 para 19,8% em 2018. “O Ministério da Saúde e a Organização Panamericana da Saúde apontam que 12,9% das crianças brasileiras entre 5 e 9 anos de idade já apresentam um quadro de obesidade, percentual que atinge 7% dos adolescentes entre os 12 a 17 anos”, complementa.
Para Medeiros, hoje o acesso aos serviços de saúde pela população com obesidade pode enfrentar alguns obstáculos: “Os equipamentos, instalações e leitos hospitalares para internação são dimensionados e construídos de tal forma que não atendem pacientes com obesidade. No atendimento aos obesos, há a dificuldade de atenção adequada ao paciente devido a problemas de movimentação, mudanças posturais e posicionamento correto para a realização do exame clínico ou de diagnóstico complementar. Recebo várias reclamações e não podemos admitir que tipo de coisa aconteça”, lembra o deputado federal.
Assessoria/Caminho Político
Caminho Político com informação Agência Câmara
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos