PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

CRECI-MT

sexta-feira, 12 de março de 2021

PÚBLICO/PRIVADO: Max quer professores na primeira etapa de vacinação do “Plano Estadual de Imunização”

Recentemente, o parlamentar também solicitou a mesma prioridade aos atendentes de supermercado, frentistas, Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Endemia.
Por entender que os professores de escolas públicas e privadas estão diretamente expostos a contaminação pela Covid-19, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB) pediu ao governo do Estado que inclua os profissionais na primeira etapa de vacinação do “Plano Estadual de Imunização”, contra a covid-19. A indicação foi protocolada na Assembleia e encaminhada ao Poder Executivo, nesta semana.
Segundo o chefe da Casa de Leis, mesmo que na rede pública as aulas ainda não estejam acontecendo de forma presencial, os professores estão expostos de forma cristalina ao contágio. “Pois mesmo sem a presença dos alunos, esses educadores estão frequentando as escolas em tempo integral, onde ocorrem interações com outros pessoas”, argumentou Max Russi.
O pedido atende o Sindicato dos Profissionais da Educação Básica da Rede de Ensino da Região Sul (Sipros) que, demonstrou apreensão em razão dos professores estarem de fora da lista prioritária de vacinação, em sua primeira etapa. Na indicação encaminhada ao Poder Executivo estadual, Max Russi ainda alertou sobre o índice de contaminação em Mato Grosso.
De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado ontem (11) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), 269.155 foram infectadas, 1.754 internadas, 11.939 são monitoradas em isolamento domiciliar e 6.222 morreram.
“Todas as medidas de prevenção e enfrentamento ao coronavírus, os índices de contaminação e de óbitos em nosso estado continuam alarmantes, revelando que a disseminação não está controlada, pois mesmo com os esforços demandados, temos experimentado altos índices de contaminação e óbitos”, observou o deputado.
O plano de imunização do governo do estado entende como prioridade, a vacinação dos profissionais da Saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. No documento encaminhado ao governo, Max Russi ainda argumenta que, tal iniciativa contraria a seleção que ocorreu no ano de 2019, quando houve vacinação em massa contra a gripe (influenza) e os professores pertenciam ao grupo prioritário.
Vale lembrar que, o deputado Max Russi também é autor de outra iniciativa que classifica como prioridade a vacinação de atendentes de supermercado, frentistas, Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Endemia.
Assessoria/Caminho político
Presidência ALMT - deputado Max Russi (PSB)
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos