DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

domingo, 11 de abril de 2021

Disputa pela sucessão de Merkel se afunila

Em queda nas pesquisas, partido conservador está sob pressão para definir quem será seu candidato nas eleições de setembro na Alemanha, as primeiras em 16 anos sem a chanceler. A seis meses das eleições gerais e em queda nas pesquisas de opinião, o partido conservador CDU, de Angela Merkel, se reúne neste domingo (11/04), em conversas que podem encaminhar a escolha de um sucessor para a líder alemã e determinar o candidato da legenda no pleito.
Antigo aliado de Angela Merkel, Armin Laschet, de 60 anos, assumiu a liderança da CDU em janeiro e seria o candidato natural dos conservadores na eleição de 26 de setembro. Mas uma gestão errática da pandemia derrubou a popularidade da legenda.
E, ao mesmo tempo, cresceram as vozes dentro da legenda para que Laschet se afaste a favor de Markus Söder, de 54 anos, mais popular nas pesquisas e líder da CSU, partido parceiro da CDU no estado da Baviera.
Segundo uma pesquisa de opinião divulgada no início do mês pela emissora ARD, 79% dos eleitores da CDU acham que Söder seria a melhor opção para o partido. Entre apoiadores de todas as legendas, a cifra é de 54%.
Merkel ainda não declarou apoio formal a nenhum dos dois, que discursam aos correligionários neste domingo.
Söder x Laschet
Tradicionalmente, os líderes dos dois partidos, que formam uma bancada única no Parlamento, decidem quem vai concorrer na eleição, mas alguns legisladores estão exigindo ter mais voz no processo neste ano.
O resultado das conversas deste domingo, que também devem cobrir outras questões, não é claro. Embora seja possível que os participantes decidam quem se candidatará, eles também podem chegar a um acordo sobre um processo novo para a escolha de um candidato.
Laschet é um centrista amplamente visto como um candidato de continuidade de Merkel, mas ele entrou em confronto com a chanceler por, muitas vezes, se opor às restrições de movimentação para conter o coronavírus defendidas pela chanceler. Ele deixou claro que quer a candidatura.
Söder, tido como um político habilidoso, que se colocou ao lado de Merkel durante a pandemia, resistiu em quebrar a tradição – nenhum líder da CSU jamais foi chanceler alemão. Ele anunciou formalmente que quer a candidatura a chanceler federal apenas neste domingo.
Muitos conservadores estão apreensivos em disputar as eleições de 26 de setembro sem Merkel, que os levou a quatro vitórias consecutivas. Ela descartou a candidatura para um quinto mandato e não disse qual dos dois candidatos ela preferiria.
Conservadores em queda
Pesquisas de opinião colocam o apoio eleitoral ao bloco conservador em cerca de 27%, em parte devido a uma gestão cada vez mais caótica da pandemia. Nas eleições de 2017, a legenda teve quase 33% dos votos.
Laschet e Söder disseram que uma decisão terá sido tomada até o final de maio, mas muitos conservadores querem que a incerteza termine antes disso.
Volker Bouffier, governador do estado de Hessen, pediu uma decisão já na próxima semana, e Ralph Brinkhaus, chefe da bancada conservadora, espera um desfecho em duas semanas.
O ministro das Finanças Olaf Scholz foi indicado como candidato a chanceler pelos social-democratas, atualmente parceiros na coalizão de governo chefiada por Merkel. O Partido Verde, em ascensão nas pesquisas com mais de 20% das intenções de voto, planeja anunciar seu candidato ou candidata em 19 de abril.
RPR (dpa, afp)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos