TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

terça-feira, 6 de abril de 2021

Secretaria da Mulher e Sine Municipal fortalecem projetos voltados às vítimas de violência doméstica

O objetivo é inserir no cadastro do Sine Municipal às mulheres assistidas pelo Espaço Acolhimento. Com o objetivo de firmar parcerias que contribuam no desenvolvimento de políticas sociais de combate à violência contra a mulher, a secretária municipal da Mulher, Luciana Zamproni, realizou uma reunião com o diretor de Geração de Emprego e Renda de Cuiabá, Rafael Butareli. O encontro teve como intuito tratar de ações que possam inserir no cadastro do Sine Municipal as mulheres assistidas pelo Espaço Acolhimento.
De acordo com Zamproni, a inserção no mercado de trabalho é uma alternativa que livra a mulher do ciclo de violência doméstica, visto que um dos principais fatores para que as vítimas não procurem ajuda é a dependência financeira.
“Muitas mulheres dizem que preferem não registrar ocorrências pela dependência dos companheiros, por eles serem pais de seus filhos e a única fonte de renda da casa. Se conseguirmos quebrar esse ciclo de dependência financeira, acabamos também com o ciclo de dependência da mulher em relação ao seu agressor”, explica.
Para Butareli, a busca pelo desenvolvimento de projetos e programas que incluam as mulheres vítimas de violência doméstica já vem acontecendo desde 2018 em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio dos CRAS. Ele destaca que o próximo passo é trabalhar em conjunto com a Secretaria da Mulher e fortalecer as políticas públicas, alcançando aquelas que vivem no ciclo de violência doméstica.
“Nossa reunião foi positiva e o próximo passo é ajudar essas mulheres a entrarem no mercado de trabalho, queremos triplicar os atendimentos que realizávamos antes da pandemia. A intenção é criar mais uma ferramenta de apoio às vítimas de violência, para que tenham renda e condições de seguir em frente”, opina.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico @CPWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos