PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS
PLATAFORMA EAD DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO Cuiabá - MT.

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

domingo, 23 de maio de 2021

Carta manuscrita de Einstein com a equação "E=mc²" é leiloada por R$ 6,7 milhões

Documento é um dos quatro hoje existentes com a famosa fórmula da teoria da relatividade escrita à mão pelo cientista, e havia sido endereçado a físico polonês. Uma carta de Albert Einstein na qual ele escreveu sua equação E=mc² foi vendida em leilão por mais de 1,2 milhões de dólares (R$ 6,7 milhões), ou cerca de três vezes o valor previsto, informou a casa de leilões RR Auction, de Boston, na sexta-feira (21/05).
Arquivistas do projeto Einstein Papers, sediado no Instituto de Tecnologia da Califórnia, e da Universidade Hebraica de Jerusalém afirmam haver apenas outros três exemplares de manuscritos de Einstein com a famosa equação escrita à mão.
A carta é "importante tanto sob o ponto de vista da holografia como da física, pois mostra o pensamento de Einstein sobre um dos problemas da física mais fundamentais", informa o comunicado da RR Auction, acrescentando que "a busca por uma 'teoria do campo unificado' consumiu o último terço da vida de Einstein".
A equação, que significa que a energia é igual à massa multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado, alterou a compreensão da física ao mostrar que o tempo não é algo absoluto e que massa e energia são equivalentes.
A carta havia sido endereçada ao físico Ludwik Silberstein e datada em 26 de outubro de 1946. Silberstein era um conhecido pesquisador polonês e crítico de algumas das teorias de Einstein, e faleceu em 1948. A carta pertencia ao seu arquivo pessoal, que foi vendido por seus familiares.
"Sua questão pode ser respondida por meio da fórmula E=mc², sem qualquer erudição", escreveu Einstein. "Estou convencido de que isso (ou a fórmula corrigida em relação ao raio das massas) esclarecerá as constantes atômicas. Para isso, é preciso primeiro ter uma teoria que contenha a unificação correta da gravidade e da eletricidade."
Cinco participantes fizeram lances no início, mas assim que o preço alcançou 700 mil dólares (R$ 3,8 milhões), três deles abandonaram o leilão, que começou em 13 de maio e foi concluído na quinta-feira. O nome do comprador da carta não foi divulgado.
bl (AP)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos