Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

domingo, 24 de outubro de 2021

Audiência e projeto de lei sobre educação midiática são apresentados na Alesp

O canal no YouTube da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (
https://www.youtube.com/AlespOficial) transmite nesta sexta, 22 de outubro, das 9h30 às 13 horas, uma audiência pública sobre o papel da educação midiática no combate à desinformação e fortalecimento da democracia. A ideia é abordar temas como alfabetização midiática e informacional para o bem público e as mudanças no ecossistema informacional que permitem que a desinformação seja difundida em ritmo exponencial hoje em dia. A audiência também vai apresentar um projeto de lei visando ao desenvolvimento de políticas públicas de conscientização e sensibilização no combate à desinformação pela rede pública de ensino paulista.A audiência da Alesp antecede a Semana Global de Alfabetização Midiática e Informacional (Global Media and Information Literacy Week), que acontece de 24 a 31 de outubro, na África do Sul. Recentemente o evento foi adotado pela Assembleia Geral da Organização da Nações Unidas (ONU) para fortalecer o enfrentamento ao desafio global da desinformação.
Participantes
Mediado pelo deputado Caio França (PSB-SP), o debate conta com a participação de Alexandre Le Voci Sayad, copresidente do Comitê Diretor Internacional de Alfabetização Midiática e Informacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO MIL ALLIANCE); Patricia Blanco, presidente do Instituto Palavra Aberta e responsável pelo programa EducaMídia; Natalia Leal, jornalista e CEO da plataforma de combate à desinformação Lupa; Claudemir Edson Viana, secretário executivo da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom) e docente em Educomunicação na USP; e Carlos Lima, coordenador do núcleo técnico de currículo na Prefeitura de São Paulo e criador do Programa Imprensa Jovem e Debora Albu, coordenador do Programa de Democracia e Tecnologia do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-RJ).
"A alfabetização midiática e informacional defendida pela Unesco, nunca foi tão urgente. Inserir a camada de educação midiática nos objetivos curriculares de todas as disciplinas é ensinar de uma forma diferente. É desenvolver habilidades e competências midiáticas e informacionais, expandindo os horizontes dos alunos para que estejam preparados para os desafios do século XXI. É preciso que haja letramento informacional, análise crítica da mídia, fluência digital, autoexpressão, de maneira que o estudante exercite o seu protagonismo e engajamento cívico", diz o deputado Caio França.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos