Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Assembleia Legislativa de Mato Grosso
Seja bem-vindo ao perfil oficial da Assembleia Legislativa de Mato Grosso!

domingo, 24 de outubro de 2021

Comissão aprova direito do jovem a ter informações sobre mecanismos de participação política

Para relatora,
instrumentos de democracia direta, como os projetos de iniciativa popular, são pouco utilizados no País. A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou proposta que estabelece como dever do poder público assegurar aos jovens acesso à informação fidedigna sobre os mecanismos de participação nos processos decisórios públicos previstos na Constituição Federal, como voto direto e secreto, participação em plebiscitos, referendos e projetos de iniciativa popular.
Deverá ser garantido o acesso à informação do modo como esses instrumentos de participação popular funcionam e podem ser empregados. A medida é incluída no Estatuto da Juventude, que já assegura ao jovem o direito à participação social e política e na formulação, execução e avaliação das políticas públicas de juventude.
O texto aprovado é o substitutivo da relatora, deputada Tereza Nelma (PSDB-AL), ao Projeto de Lei 3024/19, do deputado Célio Studart (PV-CE). Ela explica que o substitutivo "amplia levemente o escopo do projeto de lei".
Democracia direta
"A informação que o poder público deve fornecer à juventude abarca todos os mecanismos constitucionalmente estabelecidos de participação política, embora a ênfase recaia sobre aqueles a que se tem dado menos uso, ou seja, os instrumentos de democracia direta", afirma.
Tereza Nelma concorda com Célio Studart que os mecanismos de consulta à população são pouco utilizados no Brasil. "No médio e longo prazos, o que realmente vai fazer com que o exercício direto do poder popular ganhe envergadura no Brasil será a adesão da juventude a essa causa", avaliou a relatora.
Tramitação
A proposta ainda será analisada em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).
Assessoria/Caminho Político
Reportagem – Lara Haje
Edição – Roberto Seabra
Foto: Gustavo Sales

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos