Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT

quarta-feira, 13 de abril de 2022

Deputada ressalta que relativa tranquilidade na pandemia permite atendimento de casos acumulados no SUS

Relatora da comissão que acompanha a Covid-19 sugere subcomissão permanente de enfrentamento à doença. O Brasil vive o momento mais tranquilo desde o início da pandemia do novo coronavírus, apesar da necessidade de se manter o monitoramento. Agora, é preciso aproveitar essa relativa tranquilidade para garantir atendimento a pacientes que esperam por tratamentos e cirurgias contra doenças como câncer e aneurismas. Esses tratamentos acabaram prejudicados pela urgência dos atendimentos aos pacientes vítimas da Covid-19.
A avaliação é da deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), que é enfermeira e relatora da Comissão Externa da Câmara que acompanha as medidas de enfrentamento à doença no país.
Conforme ressalta a parlamentar, o atual momento, que classifica de menos angustiante, é fruto da cobertura vacinal.
“Se nós formos olhar os números e a nossa forma de retomarmos as atividades após os momentos mais críticos da pandemia, nós estamos no momento mais tranquilo, ou seja, o momento com maior controle da pandemia no Brasil", disse.
Para a deputada, isso é fruto do trabalho intenso que aconteceu por parte dos gestores, ou seja, os secretários municipais, secretários estaduais, Ministério da Saúde, os trabalhadores da área da Saúde e o Parlamento brasileiro.
Mas Zanotto alerta para a necessidade de continuar acompanhando o comportamento do vírus e de novas variantes que venham a surgir.
Cirurgias
Para a deputada, o momento é ideal para a retomada de tratamentos e cirurgias que foram paralisados por causa da pandemia.
“Isso já é de fato uma herança [da pandemia], ou seja, uma situação complexa que os estados e municípios estão vivendo, mas especialmente os usuários, os pacientes do Sistema Único de Saúde", disse.
Carmen Zanotto exemplificou o problema. "Me deparei com dois casos na minha cidade, da minha região: um paciente com câncer de pulmão, que está aguardando para fazer o procedimento, e o outro é um aneurisma de aorta abdominal. Quer dizer, eu não estou falando de uma cirurgia de hérnia ou de uma catarata. Nós estamos falando que nós estamos com procedimentos represados de cirurgias tempo-sensíveis”, disse.
Uma sugestão da deputada é a realização de mutirões pelo país para agilizar esse atendimento.
Relatório final
Outro ponto apontado por Carmen Zanotto como importante é o fortalecimento da cobertura vacinal no que diz respeito às vacinas de rotina.
Segundo ela, já está pronta a última versão do relatório final da comissão externa que acompanhou as ações de combate à Covid-19. Uma das sugestões é a criação de uma subcomissão permanente para acompanhar o enfrentamento à doença no país.
Ela também defende a criação de um arcabouço jurídico robusto para que o país esteja mais bem preparado para uma eventual próxima pandemia.
Reportagem - Paula Bittar
Edição - Roberto Seabra
Foto: Billy Boss
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos