Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quarta-feira, 13 de dezembro de 2023

CAIXA PRETA DA LIMPURB: MPE vê Improbidade Administrativa em Junior Leite, da Limpurb por atrasos em pagamentos públicos

O foco da apuração recai sobre o secretário Júnior Leite, responsável pela Pasta, que teria provocado atrasos no pagamento e repasse da taxa de iluminação pública à Energisa, resultando em possíveis multas aos cofres públicos. O Ministério Público do Estado (MPE) abriu um inquérito civil para apurar possível ato de improbidade administrativa relacionado a atrasos em pagamentos realizados pela Empresa Cuiabana de Limpeza Urbana (Limpurb) à concessionária Energisa.
A investigação foi iniciada na semana passada pelo promotor Clóvis de Almeida, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e Social e da Probidade. O foco da apuração recai sobre o secretário Júnior Leite, responsável pela Pasta, que teria provocado atrasos no pagamento e repasse da taxa de iluminação pública à Energisa, resultando em possíveis multas aos cofres públicos.
A dinâmica envolve a Energisa, encarregada de coletar a taxa de iluminação pública e repassar integralmente os valores ao Município de Cuiabá através da Limpurb. Posteriormente, a própria Limpurb utiliza parte desses recursos para quitar a conta referente à energia consumida na iluminação pública.
A denúncia que desencadeou o inquérito partiu do vereador Demilson Nogueira (PP), que fundamentou suas alegações nos dados do Portal Transparência da Prefeitura de Cuiabá. Conforme o parlamentar, pagamentos referentes aos serviços de iluminação pública foram realizados fora do prazo em vários meses de 2021 e 2022, levantando preocupações sobre a gestão dos recursos públicos nessa esfera.
O desfecho do inquérito poderá esclarecer os detalhes e responsabilidades acerca dessa questão.
Assessoria/Caminho político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos