Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

GOVERNO DE MATO GROSSO

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

sexta-feira, 5 de julho de 2024

FOCO NA EDUCAÇÃO: Botelho reúne mais de 100 profissionais de educação para discutir plano

Educação inclusiva, conectada, equitativa e de qualidade, são os princípios que irão nortear o plano de governo do pré-candidato a prefeito de Cuiabá, deputado Eduardo Botelho, que participou, na noite dessa quinta-feira (4), de um encontro com mais de 100 profissionais da Educação, na sede do União Brasil, para debater as propostas para a área.
Botelho lembrou de sua trajetória com a educação. Primeiro como transformadora em sua vida, que lhe deu oportunidades de deixar a rua para ter uma profissão, e depois, como professor de Matemática e Física. Ele ficou por 17 anos na sala de aula e foi seu primeiro emprego formal. “A educação mudou a minha vida, me tirou da roça, me tirou da rua, e me colocou aqui como pré-candidato a prefeito de Cuiabá. Ela que realmente faz a mudança e eu quero frisar que fui professor, passei 17 anos da minha vida dentro da sala de aula e tenho um carinho especial pela educação”, relatou.
O evento foi coordenado pelo secretário de Ciência e Tecnologia do Estado, Allan Kardec, que apresentou o cenário em que se encontra a educação da capital e também uma prévia das propostas que o grupo de trabalho, realizado por técnicos da área, sugeriu para avançar na qualidade do ensino.
Mas o objetivo maior do evento era justamente debater e receber propostas dos que estavam presentes, dentre eles, professores, técnicos de desenvolvimento infantil, merendeiras, reitores, e membros da Academia Mato-grossense de Letras e também do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso. Os participantes realizaram uma dinâmica de dividir-se em grupos e elencar propostas para Cuiabá que foram entregues a Botelho, que irá encaminhar para a equipe responsável pelo plano para inserir as sugestões.
Cada um desses grupos elegeram um líder que apresentou as propostas, e dentre elas, estão a segurança nas unidades, pois os profissionais não se sentem seguros, mesmo com as câmeras, um olhar para a questão da saúde mental, tanto dos professores quanto para as crianças, valorização do esporte, melhora nas condições das quadras, como o caso da Escola Municipal Celina Bezerra, localizada no Altos da Serra, onde não há cobertura na quadra.
Também foi sugerido a inclusão da musicoterapia, educação financeira e valorização dos livros nas escolas, principalmente, de autores regionais, melhoria no material didático, e ainda um trabalho de parceria com as unidades de saúde próximas das escolas para garantir um cuidado com as crianças, tanto com a questão psicossocial, como até mesmo profissionais de fono, que possam auxiliar os menores com dificuldade na fala.
Botelho destacou ainda a importância de reunir pessoas que realmente vivem a educação e com isso permitir que um plano factível seja construído, com uma educação inclusiva, para melhorar os índices da educação de Cuiabá e que seja para integrado com a, levando à população a mudança que ocorre através da educação.
Dentre o cenário apresentado sobre a realidade da educação em Cuiabá dois dados chamam a atenção. O déficit nas creches que chegam a 11357 na educação infantil de 0 a 3 anos, conforme dados do IBGE. O número diverge do dado da prefeitura, que aponta para um déficit de apenas 3.400 crianças, mas é responsabilidade do Município identificar onde estão essas crianças. Além disso, existe uma preocupação com o fato de quase 40% das crianças não serem alfabetizadas na idade certa, o que demanda um olhar atento e uma metodologia ativa para evitar que este público avance sem ter o conhecimento necessário.
“Queremos universalizar a alfabetização, fazer uma escola mais digital, inclusiva, trazer uma escola que possa ter diferenciação para os PCD, uma escola que seja acolhedora, que vá mudar, realmente, a vida das pessoas para melhorar. Levar essa inclusão para as crianças, levar essas crianças, de fato, para a sala de aula, inserir o esporte. Oferecer uma escola que seja atrativa, que tenha um olhar para as artes e música, que possa ter piscina. Vamos trabalhar para ter a escola que todos merecem”, afirmou.
Outra meta colocada por Botelho é garantir que Cuiabá tenha pelo menos quatro escolas de tempo integral. Atualmente, existe apenas uma em toda a cidade. A ideia é garantir que todas as regiões sejam contempladas. Além disso, o parlamentar também quer garantir a descentralização financeira e permitir que as escolas tenham orçamentos para poder organizar eventos e até mesmo minirreformas nas unidades, dando mais autonomia para as direções.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos